APÓS SOFRER CENSURA, EXPOSIÇÃO COM CARTUNS SOBRE BOLSONARO É REINAUGURADA NA CÂMARA

Após ter sido censurada no último dia 3, a exposição de cartuns e charges ‘Independência em Risco’ foi reinaugurada na Câmara de Vereadores de Porto Alegre nesta segunda-feira (16). A mostra, proposta pelo vereador Marcelo Sgarbossa (PT) e organizada pela Grafar (Grafistas Associados do Rio Grande do Sul), havia sido censurada pela presidente da Casa, Mônica Leal (PP), que afirmou que a exposição com críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) e ao governo federal continha “teor ofensivo”.

 

A decisão de que a mostra retornasse à Câmara Municipal partiu de uma liminar deferida pelo juiz Cristiano Vilhalba Flores, da 3ª Vara da Fazenda Pública, na última quinta-feira (12). Na decisão, o juiz determinou que as charges fossem recolocadas no mesmo espaço do qual haviam sido retiradas e que fossem cumpridos os 12 dias de duração da mostra, previstos inicialmente em edital. Com isso, a exposição ficará aberta ao público até o dia 27 deste mês.

 

Para o cartunista Leandro Dóro, membro da Grafar e um dos organizadores da exposição, a reabertura da mostra e o cumprimento do tempo previsto de duração são formas de “conseguir dar um recado para os vereadores dos 5.600 municípios do Brasil de que a censura não deve ser exercida, seja ela de maneira municipalizada ou mesmo em âmbito estadual e federal”.

 

Para o cartunista, a reabertura da exposição é muito importante para que outros municípios e outras entidades dos estados brasileiros não utilizem “do instrumento da censura contra a arte ou contra qualquer outra manifestação”. “A reabertura é simbólica porque a censura poderia se espalhar para outros setores. A censura começa pequena e em determinados setores, depois vai se espalhando até chegar nos grandes meios de comunicação. Então, não podemos deixar que isso aconteça de forma alguma porque abre um leque de opções para aqueles que querem censurar a opinião”, afirmou.

 

 Exposição havia sido retirada da Câmara dos Vereadores de Porto Alegre por criticar presidente Jair Bolsonaro (PSL) e governo federal. Foto: Luiza Castro/Sul21

 

O cartunista Vicente Marques, que também é membro da Grafar, afirma que a decisão judicial que garantiu o retorno da exposição significa um marco importante para a arte gráfica e para outros tipos de manifestações artísticas. “Foi uma medida bastante importante, não conheço outra decisão no período recente que tenha tratado da censura política propriamente dita. Tivemos aqui no Rio Grande de Sul e em outros estados iniciativas de censura em diversos aspectos, mas neste caso a censura foi prontamente respondida pelo Poder Judiciário e reconhecida pela presidente da Câmara que, mesmo tempo opinião contrária, decidiu não recorrer da decisão”, disse.

 

Marques também ressalta a importância da reabertura da mostra no espaço da Câmara de Vereadores: “Isso tem um significado muito importante. A exposição já tinha um significado por estarmos ocupando um espaço público, já que uma casa legislativa tem essa função de representar diversos pensamentos. Estamos salientamos muito essa importância de ela ser realizada em um local público”.

 

Para Dóro, um ponto surpreendente na censura da exposição diz respeito ao fato de as “tentativas de censurar terem partido de apoiadores do atual governo federal”. Segundo ele, nos demais governos também foram realizadas e expostas charges e críticas que não foram censuradas. “Nos outros momentos não sofremos a censura que houve agora junto ao que deveria ser a casa do povo”, afirmou.

 

 Exposição continuará na Câmara até o próximo dia 27. Foto: Luiza Castro/Sul21

 

O cartunista também ressalta que atualmente o Brasil enfrenta um período muito difícil, onde a censura possui diversos focos e há uma “tentativa de calar a voz da população”. “A censura não está acontecendo só com os cartuns e com as charges. Está acontecendo com as histórias em quadrinhos, como no caso do governo do Crivella no Rio de Janeiro, e está acontecendo inclusive na Ancine e em outros setores do audiovisual e das artes plásticas. O próprio Queermuseu foi um exemplo disso”.

 

Além da reabertura da exposição na Câmara de Vereadores, os cartunistas da Grafar, em parceria com o Clube de Cultura, irão realizar uma nova mostra focada no tema censura. “A exposição irá reunir charges recentes, incluindo as que haviam sido censuradas na Câmara, mas também fará uma retrospectiva de desenhos desde a época do final da ditadura militar”, explica Marques sobre a nova mostra, que será inaugurada na próxima terça-feira (17), a partir das 19h30, no Clube de Cultura. Ainda, no local também ocorrerá o lançamento de um ebook gratuito sobre a exposição censurada na Câmara.

 

PUBLICADO ORIGINALMENTE EM:

https://www.sul21.com.br/cidades/2019/09/apos-sofrer-censura-exposicao-com-cartuns-sobre-bolsonaro-e-reinaugurada-na-camara/

 

Please reload

PLURALIDADE DE IDEIAS E  DIVERSIDADE DE PENSAMENTOS

Oblog www.esquinademocratica.com aborda temas relacionados à política e à administração pública, sempre a partir da defesa incondicional dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania. Lutamos pela democratização da informação e da comunicação e buscamos exercer o JORNALISMO de forma LIVRE e INDEPENDENTE. Defendemos a pluralidade de ideias e a diversidade de pensamentos, por meio de um jornalismo politicamente engajado em um projeto de sociedade popular e de esquerda.

MAPA
do jornalismo independente no Brasil

O www.esquinademocratica.com está no mapa do jornalismo Independente brasileiro. O mapeamento é realizado desde 2015 pela Pública, primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do país. No mapa interativo foram selecionadas iniciativas que nasceram na rede, fruto de projetos coletivos e não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas (http://apublica.org/mapa-do-jornalismo/#_).

asq.png

https://theintercept.com/brasil/

https://www.brasildefato.com.br/

https://www.brasil247.com/

https://www.sul21.com.br/

https://www.redebrasilatual.com.br/

https://revistaforum.com.br/

https://apublica.org/

http://desacato.info/

http://anujornalismo.com/

http://www.nonada.com.br/

www.cartacapital.com.br

http://www.independente.jor.br/

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/

https://www.ocafezinho.com/

http://www.correiocidadania.com.br/

https://passapalavra.info/

https://www.rioonwatch.org/

https://www.novaimprensa.com/

http://revistaberro.com/

http://marcozero.org/

https://midiaindependente.org/

https://outraspalavras.net/

https://enoisconteudo.com.br/agencia/

http://revistagambiarra.com.br/

https://subversivos.libertar.org/

https://mobilize.org.br/

https://www.facebook.com/coletivosup/?fref=ts

https://www.extraclasse.org.br

https://www.pressenza.com/pt-pt/

https://www.jornalja.com.br/

https://operamundi.uol.com.br/

https://www.saibamais.jor.br/

http://www.anf.org.br/

http://periferiaemmovimento.com.br/

https://azmina.com.br/

http://ecos-periferia.blogspot.com/

https://www.viomundo.com.br/

http://jornalocidadao.net/

https://revistaafirmativa.wixsite.com/afirmativa

http://faroljornalismo.cc/blog/

http://jornalismojunior.com.br/

https://calle2.com/

https://gz.diarioliberdade.org/

https://medium.com/brio-stories

http://jornalismocolaborativo.com/

http://coletivocatarse.com.br/

https://www.nexojornal.com.br/

https://www.jota.info/

https://jornalistaslivres.org/

https://catarinas.info/

https://reporterbrasil.org.br/

https://www.facebook.com/MidiaNINJA/

http://baraodeitarare.org.br/site/

http://www.fluxo.net/

http://reinventajornalista.com.br/

http://jornalismob.com/

https://paragrafo2.com.br/

https://www.cnet.com/news/?tag=typo

http://desabafosocial.com.br/

https://aosfatos.org/

http://www.aescotilha.com.br/

NOTÍCIAS

Please reload

ARQUIVOS