"Golpe está se aprofundando em diferentes etapas", diz Dilma no Rio de Janeiro

 

Um ano depois de ser afastada da Presidência da República, Dilma Rousseff considera que o golpe de Estado instaurado no Brasil desde o seu impeachment está se aprofundando em diferentes etapas. Em discurso feito durante uma hora e meia no debate “Dilma: o Brasil um ano depois do golpe”, no Rio de Janeiro, a presidente eleita falou que o ano de 2018 não está definido e será definitivo para saber se o golpe continua no país.

 

“Em 2018 está em disputa se o golpe se reproduz ou se o golpe se contém. Se tem mecanismo de intervenção que o barrem ou se continua. Isso é um processo importantíssimo. Tudo o que está em questão é o que vem depois, o que nós faremos depois, o que nós construiremos depois. Só tenho uma única certeza: só pode ser feito com a participação do povo brasileiro”, afirmou.

 

Em seu discurso, Dilma ainda falou que um dos principais efeitos do golpe é o surgimento de uma extrema direita, perigosa para a manutenção da democracia no país.

 

“Duas obras primas do golpe foi o surgimento da extrema direita, da intolerância e da inconsequência absoluta do ponto de vista político da candidatura do Bolsonaro. A extrema direita é um produto direto desse golpe. O outro ponto é a destruição do PSDB. Isso significa que a outra possibilidade não é fruto deles, mas um outro tipo de política que é a do eficiente gestor apolítico. Isso não é solução e leva necessariamente a olhar para o presidente Lula que é muito bom que seja condenado em segunda instância”, disse.

 

Dilma falou durante o debate que aconteceu nesta quinta-feira, no auditório da Associação Brasileira de Imprensa, a ABI, no Rio. O público lotou o espaço para escutar seu discurso e recebeu Dilma de forma calorosa. Durante seu discurso, a presidente falou também sobre a importância do evento.

 

“Queria agradecer e dizer a vocês que para mim é importante estar no dia 31 de agosto de 2017, um ano depois da cerimônia que tirou da presidência da república a primeira mulher eleita pelo voto direto de 54 milhões de brasileiros. A maior votação recebida em termos absolutos recebida até então no Brasil”, disse.

 

O evento foi organizado pelo mandato do deputado Wadih Damous e pelo jornal Brasil de Fato, como parte das comemorações de quatro anos de circulação do tabloide pelas ruas do Rio de Janeiro. Dilma finalizou seu discurso destacando a importância do jornal Brasil de Fato na atual conjuntura.

 

“Quero saudar o pessoal do MST e do Brasil de Fato, que tem sido fundamental. Eu leio, quero avisar a vocês”, concluiu.

 

Na mesa do debate, além de Dilma, estavam  também Joaquín Pinheiro, da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra , o MST, os deputados federais do PT Wadih Damous, Jandira Feghali e Luiz Sérgio, o deputado estadual Gilberto Palmares e o senador Lindbergh Farias.

 

publicado originalmente em

 

 

https://www.brasildefato.com.br/2017/09/01/golpe-esta-se-aprofundando-em-diferentes-etapas-diz-dilma-no-rio-de-janeiro/

 


 

Please reload

PLURALIDADE DE IDEIAS E  DIVERSIDADE DE PENSAMENTOS

Oblog www.esquinademocratica.com aborda temas relacionados à política e à administração pública, sempre a partir da defesa incondicional dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania. Lutamos pela democratização da informação e da comunicação e buscamos exercer o JORNALISMO de forma LIVRE e INDEPENDENTE. Defendemos a pluralidade de ideias e a diversidade de pensamentos, por meio de um jornalismo politicamente engajado em um projeto de sociedade popular e de esquerda.

MAPA
do jornalismo independente no Brasil

O www.esquinademocratica.com está no mapa do jornalismo Independente brasileiro. O mapeamento é realizado desde 2015 pela Pública, primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do país. No mapa interativo foram selecionadas iniciativas que nasceram na rede, fruto de projetos coletivos e não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas (http://apublica.org/mapa-do-jornalismo/#_).

asq.png

https://theintercept.com/brasil/

https://www.brasildefato.com.br/

https://www.brasil247.com/

https://www.sul21.com.br/

https://www.redebrasilatual.com.br/

https://revistaforum.com.br/

https://apublica.org/

http://desacato.info/

http://anujornalismo.com/

http://www.nonada.com.br/

www.cartacapital.com.br

http://www.independente.jor.br/

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/

https://www.ocafezinho.com/

http://www.correiocidadania.com.br/

https://passapalavra.info/

https://www.rioonwatch.org/

https://www.novaimprensa.com/

http://revistaberro.com/

http://marcozero.org/

https://midiaindependente.org/

https://outraspalavras.net/

https://enoisconteudo.com.br/agencia/

http://revistagambiarra.com.br/

https://subversivos.libertar.org/

https://mobilize.org.br/

https://www.facebook.com/coletivosup/?fref=ts

https://www.extraclasse.org.br

https://www.pressenza.com/pt-pt/

https://www.jornalja.com.br/

https://operamundi.uol.com.br/

https://www.saibamais.jor.br/

http://www.anf.org.br/

http://periferiaemmovimento.com.br/

https://azmina.com.br/

http://ecos-periferia.blogspot.com/

https://www.viomundo.com.br/

http://jornalocidadao.net/

https://revistaafirmativa.wixsite.com/afirmativa

http://faroljornalismo.cc/blog/

http://jornalismojunior.com.br/

https://calle2.com/

https://gz.diarioliberdade.org/

https://medium.com/brio-stories

http://jornalismocolaborativo.com/

http://coletivocatarse.com.br/

https://www.nexojornal.com.br/

https://www.jota.info/

https://jornalistaslivres.org/

https://catarinas.info/

https://reporterbrasil.org.br/

https://www.facebook.com/MidiaNINJA/

http://baraodeitarare.org.br/site/

http://www.fluxo.net/

http://reinventajornalista.com.br/

http://jornalismob.com/

https://paragrafo2.com.br/

https://www.cnet.com/news/?tag=typo

http://desabafosocial.com.br/

https://aosfatos.org/

http://www.aescotilha.com.br/

NOTÍCIAS

Please reload

ARQUIVOS