DILMA AFIRMA QUE PAÍS VIVE RETROCESSO ASSUSTADOR

Recebida com gritos "volta querida", a presidenta Dilma Rousseff participou de manifestação ontem no centro do Rio de Janeiro, com a participação de diversas lideranças de movimentos de mulheres, trabalhistas, sociais e políticas. O ato Mulheres pela Democracia saiu do Largo da Carioca por volta de 17h com mil pessoas e reuniu cerca de 25 mil na Praça XV, de acordo com a organização, e foi marcado por críticas ao governo interino de Michel Temer, mais especificamente pela falta de representatividade e desrespeito aos direitos das mulheres.

 

A presidenta afastada também condenou a cultura do estupro e a segregação social que, segundo afirmou, ainda imperam na nossa sociedade. Ela lembrou os casos recentes que ocorreram na cidade: o estupro coletivo de uma jovem de 16 anos e a proibição de um clube a uma babá acompanhar crianças ao banheiro social.

"Essa cultura do estupro contra as mulheres e da exclusão social é algo que nós sabemos que tem que ser combatido por todos os movimentos, mas também pelos governos. É lamentável que ao escolher uma secretária das mulheres ela se manifeste contra o abordo em caso de estupro, previsto em lei. É uma conquista ainda pequena das mulheres, mas é uma conquista. Um agente público, homem ou mulher, mas sobretudo uma mulher, não pode achar que as suas convicções pessoais se sobreponham à lei", disse Dilma, referindo-se à nomeação de Fátima Pelaes para a Secretaria de Políticas para Mulheres.

 

Falando para uma plateia majoritariamente feminina, Dilma disse que tem o dever de zelar pela dignidade da mulher brasileira e lembrou a força que elas têm. "Eu sei que sou um grande incomodo, porque, como eu sou mulher, eles confundem as coisas. Eles falam que mulher é frágil, mas, se a gente fosse frágil, a gente não criava filho, não segurava trabalhar e cuidar das crianças, não conseguiríamos ter um trabalho decente, nos formar nas universidades, somos a maioria em vários cursos. E se a gente fosse tão frágil, eu não seria a primeira mulher presidente".

 

Em seu discurso, a presidenta afastada afirmou que o governo interino é um mau exemplo, ao colocar apenas "homens brancos e velhos" no primeiro escalão, o que "não representa a nossa diversidade". Dilma disse também que o que tem assistido nos últimos 20 dias é "assustador".

 

"Eu jamais pensei que assistiria alguém ameaçar o Bolsa Família e as conquistas na área de educação. Nunca pensei que num país com essa diversidade pudessem extinguir o Ministério da Cultura. Não é um capricho nosso querer que sejamos representadas no primeiro escalão do governo, porque não é possível deixar que ocorra estupro coletivo ou segregação de babás".

 

Ela também chamou o processo do impeachment a que responde de golpe e afirmou que, com as gravações vazadas recentemente, ficou claro que se trata de uma forma de impedir que as investigações de combate à corrupção cheguem a pessoas como o deputado afastado Eduardo Cunha e o presidente interino Michel Temer.

 

"No início eles queriam que eu renunciasse, para tirar o incômodo que é a minha presença. Eu não cometi nenhum crime de corrupção, não desviei dinheiro público, não tenho conta na Suíça, então era melhor que eu renunciasse para evitar o incômodo de tirar uma pessoa inocente. As mulheres resistem, seguram uma barra feia e seguram o bonde. A minha vida inteira eu lutei contra a ditadura nesse país. E agora eu tenho a honra de lutar pela democracia nesse país".

 

PUBLICADO ORIGINALMENTE EM:

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/06/em-defesa-dos-direitos-das-mulheres-dilma-e-recebida-por-milhares-no-centro-do-rio-1511.html

Please reload

PLURALIDADE DE IDEIAS E  DIVERSIDADE DE PENSAMENTOS

Oblog www.esquinademocratica.com aborda temas relacionados à política e à administração pública, sempre a partir da defesa incondicional dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania. Lutamos pela democratização da informação e da comunicação e buscamos exercer o JORNALISMO de forma LIVRE e INDEPENDENTE. Defendemos a pluralidade de ideias e a diversidade de pensamentos, por meio de um jornalismo politicamente engajado em um projeto de sociedade popular e de esquerda.

MAPA
do jornalismo independente no Brasil

O www.esquinademocratica.com está no mapa do jornalismo Independente brasileiro. O mapeamento é realizado desde 2015 pela Pública, primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do país. No mapa interativo foram selecionadas iniciativas que nasceram na rede, fruto de projetos coletivos e não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas (http://apublica.org/mapa-do-jornalismo/#_).

asq.png

https://theintercept.com/brasil/

https://www.brasildefato.com.br/

https://www.brasil247.com/

https://www.sul21.com.br/

https://www.redebrasilatual.com.br/

https://revistaforum.com.br/

https://apublica.org/

http://desacato.info/

http://anujornalismo.com/

http://www.nonada.com.br/

www.cartacapital.com.br

http://www.independente.jor.br/

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/

https://www.ocafezinho.com/

http://www.correiocidadania.com.br/

https://passapalavra.info/

https://www.rioonwatch.org/

https://www.novaimprensa.com/

http://revistaberro.com/

http://marcozero.org/

https://midiaindependente.org/

https://outraspalavras.net/

https://enoisconteudo.com.br/agencia/

http://revistagambiarra.com.br/

https://subversivos.libertar.org/

https://mobilize.org.br/

https://www.facebook.com/coletivosup/?fref=ts

https://www.extraclasse.org.br

https://www.pressenza.com/pt-pt/

https://www.jornalja.com.br/

https://operamundi.uol.com.br/

https://www.saibamais.jor.br/

http://www.anf.org.br/

http://periferiaemmovimento.com.br/

https://azmina.com.br/

http://ecos-periferia.blogspot.com/

https://www.viomundo.com.br/

http://jornalocidadao.net/

https://revistaafirmativa.wixsite.com/afirmativa

http://faroljornalismo.cc/blog/

http://jornalismojunior.com.br/

https://calle2.com/

https://gz.diarioliberdade.org/

https://medium.com/brio-stories

http://jornalismocolaborativo.com/

http://coletivocatarse.com.br/

https://www.nexojornal.com.br/

https://www.jota.info/

https://jornalistaslivres.org/

https://catarinas.info/

https://reporterbrasil.org.br/

https://www.facebook.com/MidiaNINJA/

http://baraodeitarare.org.br/site/

http://www.fluxo.net/

http://reinventajornalista.com.br/

http://jornalismob.com/

https://paragrafo2.com.br/

https://www.cnet.com/news/?tag=typo

http://desabafosocial.com.br/

https://aosfatos.org/

http://www.aescotilha.com.br/

NOTÍCIAS

Please reload

ARQUIVOS