'LUTAREI ATÉ O ÚLTIMO MINUTO CONTRA O GOLPE', DIZ DILMA

 

Quando caiu nas mãos da ditadura, Dilma Rousseff era levada de um lado para o outro por agentes da repressão, para ser torturada. Um dia era na Oban, no outro no Dops, depois no Presídio Tiradentes. “Você ia pensar o quê: não tem saída, isso é assim para sempre? É assim que você encara isso? Não é assim, não. Você encara se você tiver esperança.”

 

Às vésperas da votação do impeachment, o estado de espírito da presidenta é o mesmo. Apesar da crescente debandada de partidos e deputados de sua “base aliada”, com a oposição no Congresso eufórica e à beira do “já ganhou”, Dilma garante: “O governo vai lutar até o último minuto” contra o que considera um “golpe”.

 

O recado foi dado na manhã desta quarta-feira (13), durante uma entrevista no Palácio do Planalto para dez veículos de comunicação, Carta Capital entre eles.

 

Na conversa de cerca de duas horas, Dilma mostrou-se firme e segura quanto a seu futuro, ânimo que em nada combina com o sentimento captado entre os deputados. “Nessa reta final, estamos sofrendo e vamos sofrer uma guerra psicológica” com o objetivo, segundo ela, de produzir um “efeito dominó” interessado em tornar irreversível a derrota dilmista no domingo (17).

 

Uma esperança, de acordo com a presidenta, alimentada por números e mapas de votos preparados dentro do próprio Planalto, a indicar a impossibilidade de os defensores do “Fora Dilma” alcançarem os 66,6% dos votos necessários na Câmara. Até agora, disse ela, o único indicativo real existente são os 58% obtidos pela oposição na comissão especial do impeachment.

 

Na entrevista, a presidenta afirmou que não seria “bem comportada”. E cumpriu a palavra ao falar da dupla peemedebista Eduardo Cunha, presidente da Câmara, e Michel Temer, vice-presidente da República, chamados por ela publicamente de “chefe e vice-chefe do golpe”.

 

“Uma das questões mais perversas dessa história é quem comanda o meu processo”, disse ela, referindo-se a Cunha. “Mas o mais grave não é que ele presida o impeachment. É que a proposta que está na mesa contra a minha permanência no cargo de presidente tem ele como vice. Ele será o vice-presidente da República. E tem com o atual vice uma relação de profunda sociedade”.

 

Réu por corrupção e lavagem de dinheiro, alvo de um pedido de afastamento do cargo e do mandato de autoria do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Cunha dá as cartas no impeachment. Enviado em dezembro ao Supremo Tribunal Federal, o pedido de Janot, que já classificou o deputado peemedebista como “delinquente”, ainda não foi julgado pelo STF.

 

Caso escape da cassação, Dilma diz que sua primeira iniciativa será propor um pacto nacional “sem vencidos e sem vencedores”. Um chamamento ao País, inclusive à oposição, para que todos recolham as armas. “A crise é muito forte para a saída não ser um pacto”, afirmou.

 

Dilma destacou dois pontos do pacto. O primeiro é a reforma política. Sem dificultar a criação de partidos (hoje existem quase 30 representados no Congresso) e sem um reordenamento dos atuais, nenhum governante terá sossego. “O sistema político brasileiro hoje se mostra muito receptivo a expedientes golpistas inconstitucionais. Por quê? Porque ele é frágil.”

 

Curiosamente, é esse mesmo sistema que está prestes a derrubar Dilma. Caso ela vença a batalha do impeachment, terá de continuar o mandato lidando com o mesmo sistema. Daí a necessidade de um pacto “sem vencidos e sem vencedores”.

 

O outro ponto do pacto seria uma reforma tributária que ataque a injustiça tributária brasileira. Um regime conhecido mundialmente por sua regressividade, a cobrar mais impostos sobre consumo, algo punitivo dos mais pobres, do que da renda ou do patrimônio, em que o ônus pesa mais sobre os ricos. “Este país está muito calmo porque teve uma redução brutal da desigualdades.”

 

PUBLICADO ORIGINALMENTE EM:

http://www.cartacapital.com.br/politica/201clutarei-ate-o-ultimo-minuto-contra-golpe201d-diz-dilma

Please reload

PLURALIDADE DE IDEIAS E  DIVERSIDADE DE PENSAMENTOS

Oblog www.esquinademocratica.com aborda temas relacionados à política e à administração pública, sempre a partir da defesa incondicional dos direitos humanos e do pleno exercício da cidadania. Lutamos pela democratização da informação e da comunicação e buscamos exercer o JORNALISMO de forma LIVRE e INDEPENDENTE. Defendemos a pluralidade de ideias e a diversidade de pensamentos, por meio de um jornalismo politicamente engajado em um projeto de sociedade popular e de esquerda.

MAPA
do jornalismo independente no Brasil

O www.esquinademocratica.com está no mapa do jornalismo Independente brasileiro. O mapeamento é realizado desde 2015 pela Pública, primeira agência de jornalismo investigativo sem fins lucrativos do país. No mapa interativo foram selecionadas iniciativas que nasceram na rede, fruto de projetos coletivos e não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas (http://apublica.org/mapa-do-jornalismo/#_).

asq.png

https://theintercept.com/brasil/

https://www.brasildefato.com.br/

https://www.brasil247.com/

https://www.sul21.com.br/

https://www.redebrasilatual.com.br/

https://revistaforum.com.br/

https://apublica.org/

http://desacato.info/

http://anujornalismo.com/

http://www.nonada.com.br/

www.cartacapital.com.br

http://www.independente.jor.br/

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/

https://www.ocafezinho.com/

http://www.correiocidadania.com.br/

https://passapalavra.info/

https://www.rioonwatch.org/

https://www.novaimprensa.com/

http://revistaberro.com/

http://marcozero.org/

https://midiaindependente.org/

https://outraspalavras.net/

https://enoisconteudo.com.br/agencia/

http://revistagambiarra.com.br/

https://subversivos.libertar.org/

https://mobilize.org.br/

https://www.facebook.com/coletivosup/?fref=ts

https://www.extraclasse.org.br

https://www.pressenza.com/pt-pt/

https://www.jornalja.com.br/

https://operamundi.uol.com.br/

https://www.saibamais.jor.br/

http://www.anf.org.br/

http://periferiaemmovimento.com.br/

https://azmina.com.br/

http://ecos-periferia.blogspot.com/

https://www.viomundo.com.br/

http://jornalocidadao.net/

https://revistaafirmativa.wixsite.com/afirmativa

http://faroljornalismo.cc/blog/

http://jornalismojunior.com.br/

https://calle2.com/

https://gz.diarioliberdade.org/

https://medium.com/brio-stories

http://jornalismocolaborativo.com/

http://coletivocatarse.com.br/

https://www.nexojornal.com.br/

https://www.jota.info/

https://jornalistaslivres.org/

https://catarinas.info/

https://reporterbrasil.org.br/

https://www.facebook.com/MidiaNINJA/

http://baraodeitarare.org.br/site/

http://www.fluxo.net/

http://reinventajornalista.com.br/

http://jornalismob.com/

https://paragrafo2.com.br/

https://www.cnet.com/news/?tag=typo

http://desabafosocial.com.br/

https://aosfatos.org/

http://www.aescotilha.com.br/

NOTÍCIAS

Please reload

ARQUIVOS