COLABORE COM O JORNALISMO LIVRE E INDEPENDENTE

Fiquei pensando o que escrever para dar início ao lançamento de uma campanha de arrecadação de recursos, destinada ao financiamento do www.esquinademocratica.com. Então lembrei que a própria história recente do Brasil poderia me ajudar na exposição dos objetivos desta desafiadora iniciativa que é fazer jornalismo livre e independente.

 

A frase "A certeza na frente e a história na mão" foi pinçada de uma música escrita e cantada por Geraldo Vandré, em 1968. "Prá Não Dizer que Não Falei de Flores" conquistou o segundo lugar no Festival Internacional da Canção daquele ano e se tornou um dos maiores hinos da resistência contra a ditadura militar, em um dos períodos (1964 a 1985) mais tristes e nefastos da história do Brasil.


Após o golpe de 1964, a imprensa alternativa teve papel fundamental na publicação de informações e nas denuncias de mortes, torturas e desaparecimento de pessoas. Em 2016, o Brasil foi vítima de um outro golpe.  Dilma Rousseff foi deposta do cargo de Presidente da República, no dia 31 de agosto, por meio de um impeachment fraudulento, sem que houvesse crime de responsabilidade e através de um processo repleto de atropelos e ilegalidades jurídicas.

Nestes dois períodos da história recente do país, o trabalho realizado pela chamada imprensa alternativa foi e tem sido extremamente importante para o restabelecimento da democracia no Brasil.  Além de publicar conteúdo próprio, o www.esquinademocratica.com reproduz e compartilha reportagens e matérias produzidas e elaboradas por veículos que têm a mesma concepção sobre o jornalismo. 


Como todos sabem, esta é uma guerra quixotesca e extremamente desigual. Os tempos são outros, é verdade. Mas as bandeiras ainda são as mesmas. Por isso, a música de Geraldo Vandré nos diz muito sobre os dias de hoje. Mais do que nunca, precisamos de recursos financeiros para seguir caminhando e acreditando nas flores vencendo os canhões.

rodapé ed.png