"VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, ATÉ QUANDO?" SERÁ TEMA DE 'LIVE' NA QUINTA (21/1), A PARTIR DAS 20 HORAS


“Violência Contra a Mulher: Até Quando?” será o tema da "live" do projeto "Confessionário – relatos de casa”, que será transmitida a partir das 20 horas desta quinta-feira (21/1) via YouTube. A atividade, que terá a participação de Marcia Kern, Paula Souza, Deborah Finocchiaro, Amanda Gatti e Luiz Alberto Cassol, vai abordar questões ligadas à violência contra a mulher, ao abuso, ao machismo, entre outras. Além das impressões dos integrantes do projeto, de informações e estatísticas relativas à temática, durante a "live" serão anunciadas novidades sobre o lançamento das próximas temporadas da websérie. Confessionário – Relatos de Casa é uma obra de ficção com base em depoimentos reais e tem como objetivo incentivar as denúncias em casos de violações. A concepção é da atriz e diretora de teatro Deborah Finocchiaro e do diretor de cinema Luiz Alberto Casso. O projeto é integrado por um grupo de artistas gaúchos e conta com a consultoria de Gabriela Ribeiro de Souza, advogada especialista em causas femininas. No Brasil, a violência de gênero piorou com a pandemia. De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre março e abril de 2020, os casos de feminicídio aumentaram 22% em 12 estados brasileiros, em comparação ao mesmo período de 2019.

As gravações foram realizadas com a participação remota de cada membro da equipe e do elenco, que atuaram a partir de casa, respeitando o isolamento social. “O maior desafio foi chegar no ‘humano’, na verdade, ultrapassar a tecnologia para tocar na alma”, revelou Deborah Finocchiaro. Já o diretor Luiz Alberto Cassol explicou que o processo "remoto" é bem diferente de uma gravação normal, num set. “Cada profissional está em sua casa. Depois de definida toda a questão de argumento, roteiro, narrativa, partimos para questões técnicas. Gravamos por uma tela de computador, o que seria tecnicamente chamado de plano geral, o maior enquadramento, e com mais duas câmeras em frente à tela do computador. O diretor de fotografia vai fazendo outros enquadramentos. Usamos computadores e celulares, tudo de acordo com cada episódio”, explicou. (os depoimentos foram publicados em uma reportagem do jornal Extra Classe).

Deborah Finochiaro (D): “Queremos contribuir para a integridade e a humanização

dentro dos lares, das cabeças, das vidas” / Igor Sperotto/ Banco de Dados Fundação Ecarta.

Os episódios da primeira temporada já estão no canal do Confessionário no YouTube (https://www.youtube.com/c/Confessionário/featured). Mas, a partir desta sexta-feira (22/1), também estarão à disposição no IGTV Instagram. Para quem ainda não assistiu, vale a pena conferir os relatos emocionantes e as histórias interpretadas pelas atrizes nestes nove capítulos que integram a websérie. "Confessionário – relatos de casa” trata de violência doméstica e de gênero - antes e durante a pandemia. O projeto conta com a consultoria de Gabriela Ribeiro de Souza, advogada especialista em causas femininas. YoutTube | www.youtube.com/confessionario Instagram | @confessionariorelatosdecasa Facebook | www.facebook.com/confessionariorelatosdecasa Spotify (Podcast) | https://sptfy.com/dv7F #ConfessionarioRelatosDeCasa #artenaquarentena #webserie #violenciacontraamulher #direitoshumanos #confessionario #relatosdecasa #leimariadapenha #abuso #leialdirblanc #leideemergênciacultural #novasfaçanhasnacultura