TRUMP ANUNCIA ROMPIMENTO COM ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE E ACUSA CHINA DE CONTROLAR A ENTIDADE


Donald Trump anunciou nesta sexta-feira (29/5) o rompimento dos EUA com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Maior contribuidor financeiro da OMS, o país repassa anualmente à agência da ONU entre US$ 212 milhões e US$ 513 milhões (entre R$ 1,1 e R$ 2,7 bilhões). Com o rompimento, os EUA deixa de contribuir com a entidade.


De acordo com o presidente norte-americano os recursos que eram destinados à OMS serão redirecionadas a outras organizações. Em 2019, os EUA destinou US$ 453 milhões (R$ 2,4 bilhões). "Encerraremos hoje o nosso relacionamento com a Organização Mundial da Saúde e redirecionaremos esses fundos para outras necessidades mundiais e merecedoras de saúde pública global", declarou Trump aos jornalistas na Casa Branca.


Além de anunciar o rompimento com a OMS, Trump criticou as leis sobre segurança de Hong Kong, aprovadas pelo governo chinês, e acusou, novamente, a país de controlar as decisões da entidade. O presidente norte-americano também prometeu adotar sanções aos políticos de Hong Kong. Para Donald Trump, eles são responsáveis pela diminuição da autonomia da cidade em relação à China continental.

0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png