TEORIA E PRÁTICA, PROGRAMA DO RAPPER RAFA RAFUAGI, DEBATE OS CAMINHOS PARA A REDUÇÃO DAS VIOLÊNCIAS

O Teoria Prática desta sexta-feira (15/1), programa de entrevistas comandado pelo rapper e ativista cultural Rafa Rafuagi, terá as presenças de Aline Kerber, Ilona Szabó e Raull Santiago. A partir das 19 horas, Rafa e seus convidados estarão debatendo os caminhos para a redução das violências, em uma transmissão ao vivo pelo facebook https://www.facebook.com/rafarafuagi. Na estreia do programa, na semana passada, o rapper contou com dois convidados ilustres: Boaventura de Sousa Santos e Eduardo Suplicy.


Referência internacional da Cultura Hip Hop, Rafa ressalta que o objetivo do Teoria Prática, diante do atual contexto social, é buscar soluções sustentáveis para periferias e favelas. Rafael Diogo dos Santos começou sua carreira de rapper em 2002, com apenas 13 anos, incentivado pelo professor de História Francisco José Terbeck, que levou o rap para dentro da sala de aula, na Escola Luiza Silvestre de Fraga, em Esteio.


Dois anos depois surgiu a ideia de criar o grupo Rafuagi, formado por Rafa e pelos músicos Ricky e Dj Croko. O grupo foi conquistando espaço no cenário local e atualmente é referência nacional, principalmente pela abordagem em relação às temáticas sociais. Ao longo dos anos, Rafa Rafuagi foi incorporando diversos projetos à sua trajetória, entre eles a Casa de Cultura do Hip Hop, em Esteio, o projeto Partiu Aula e o Museu do Hip Hop, ainda em andamento e que deve iniciar este ano.

Aline Kerber é socióloga, especialista em Segurança Pública, diretora executiva do Instituto Fidedigna e associada plena do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Autora de cinco livros sobre segurança pública municipal. Presidenta da Associação Mães&Pais pela Democracia.


Ilona Szabó é escritora, cientista política, empreendedora cívica, diretora-executiva do Instituto Igarapé, co-fundadora do Movimento Agora e colunista da Folha de São Paulo. Nomeada conselheira do CNPCP (Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária) do Ministério da Justiça, quando o ministro ainda era o ex-juiz Sergio Moro, Ilona foi demitida — segundo Moro, em depoimento — a pedido de Bolsonaro. A cientista política foi alvo de ataques de ódio nas redes, os quais ela aponta como métodos "de governos populistas autoritários". Após o episódio, ela mudou-se para o Canadá com a família.


Raull Santiago é escritor, ativista de direitos humanos, comunicador independente, produtor de reportagens, documentaristas, coordenador de projetos ligados a movimentos de luta por direitos para as favelas, morador do Complexo do Alemão e co-fundador do Coletivo PAPO RETO de mídia independente, direitos humanos e cultura. Compõe a coordenação do projeto #MOVIMENTOS - Drogas, Juventude e Favela, sobre políticas de drogas, no CESeC - Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da universidade Cândido Mendes. Também compõe à Assembleia de Membros da Anistia Internacional do Brasil.