POSSE DO NOVO MINISTRO DA EDUCAÇÃO FOI ADIADA E CARLOS ALBERTO DECOTELLI CORRE RISCO DE NÃO ASSUMIR


A posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, que ocorreria nesta terça-feira (30/6), foi adiada após as revelações de fraudes no seu currículo acadêmico. A informação sobre o adiamento da posse do ministro foi divulgada pelo próprio Planalto nesta segunda-feira (29/6) e já existem especulações sobre uma eventual desistência por parte do governo Bolsonaro em contar com Decotelli na ministério.


O substituo do polêmico Abraham Weintraub corre risco de não assumir o cargo, apesar da sua nomeação já ter sido publicada no Diário Oficial da União. A informação é de que a ala militar, que bancou seu nome, teria retirado o apoio em função das informações falsas publicadas no seu currículo.


A Universidade de Wuppertal, na Alemanha, informou que o Decotelli não realizou pós-doutorado na instituição, como constava no seu currículo. Poucos dias antes, ele já havia sido desmentido pela Universidade de Rosário, na Argentina. A instituição negou que o postulante ao cargo de ministro da Educação possua o título de doutor pela Universidade. Carlos Alberto Decotelli também é acusado de plágio na sua dissertação de mestrado. 

0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H