PESQUISA DO DATAFOLHA REVELA QUE REJEIÇÃO DE BOLSONARO SÓ É MAIOR A DE FERNANDO COLLOR DE MELLO

Pesquisa do Datafolha revela que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) registra o segundo pior índice de rejeição entre os presidentes eleitos desde a redemocratização. Há um ano e 11 meses no cargo, Bolsonaro tem 32% de avaliação ruim/péssimo, percentual que ficou abaixo apenas dos 48% registrados por Fernando Collor (então no PRN), em fevereiro de 1992, durante a crise institucional que culminou com seu impeachment, no dia 29 de setembro. Porém, apesar da rejeição, a pesquisa indica que a aprovação de Bolsonaro, aqueles que consideram seu governo ótimo ou bom, ficou em 37%, o melhor nível registrado ao longo do mandato e o mesmo mesmo percentual da pesquisa de agosto deste ano.

Os índices de aprovação de Bolsonaro, se comparados aos ex-presidentes do país, são os mais baixos, comparando o mesmo tempo de mandato. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) tinha 45% de ótimo/bom. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ficou um pouco acima, com 47%. E Dilma Rousseff (PT), naquele dezembro de 2012, alcançou nada menos que 62% de aprovação.


A pesquisa do Datafolha foi realizada por telefone nos dias 8 e 10 de dezembro. Foram ouvidas 2.016 pessoas em todas as regiões do país. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.