EXPLOSÕES NA ZONA PORTUÁRIA DO LÍBANO CAUSARAM 135 MORTES, ALÉM DE 5 MIL FERIDOS E 300 DESABRIGADOS


De acordo com informações divulgadas no início da tarde desta quarta-feira (5/8) pelo governo do Líbano, as explosões na zona portuária de Beirute, na terça-feira (4/8), causaram a morte de pelo menos 135 pessoas, além de cinco mil feridos e cerca de 300 mil desabrigados. Os números devem aumentar em função das centenas de pessoas que estão desaparecidas. O ministro da Saúde, Hamad Hassan, afirmou que há pessoas soterradas e as buscas à noite ficaram prejudicadas devido a falta de eletricidade. A principal suspeita para as explosões, até o momento, é de acidente,em função das 2.750 toneladas de nitrato de amônio que estavam armazenadas no porto.

CARGA DE NITRATO DE AMÔNIA

A carga com 2.750 toneladas de nitrato de amônia, apontada como a principal causa das explosões, estão no porto de Beirute desde 2013. O carregamento é de uma empresa russa e estava em um navio com bandeira da Moldávia. No trajeto entre a Geórgia e Moçambique, na África, a embarcação foi forçada a atracar devido a problemas técnicos e o nitrato de amônia foi abandonado pela tripulação. Desde então, a carga do navio estava armazenada no Hangar 12 do porto da capital do Líbano.