DEPOIMENTO DE PAULO MARINHO À POLÍCIA FEDERAL, AMANHÃ, PODE IMPLODIR DE VEZ O GOVERNO BOLSONARO

Está marcado para às 15 horas de amanhã, quarta-feira (20/5), o depoimento do empresário Paulo Marinho à Polícia Federal (PF), no Rio de Janeiro. No submundo da política nacional, há quem diga que dependendo do teor e da consistência do depoimento do empresário, o empresário afirmou à imprensa, na semana passada, que Flávio Bolsonaro foi avisado por um delegado da PF sobre a Operação Furna da Onça, informação que deixaria Fabrício Queiroz, seu ex-assessor, em situação vulnerável. As declarações de Marinho reforçam as acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, sobre suposta interferência política de Bolsonaro na PF.


A saída de Moro deflagrou uma grave crise no governo Bolsonaro e as recentes denúncias envolvendo a troca de comando na PF levaram a Procuradoria-Geral da República a pedir o depoimento de Marinho no âmbito do inquérito que está no Supremo Tribunal Federal (STF). Paulo Marinho afirma, ainda, dispor de provas que comprovam a sua denúncia. O empresário foi um dos principais apoiadores da campanha presidencial de Jair Bolsonaro e atualmente é suplente do senador de Flávio Bolsonaro, filho do presidente.

2 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)