CADA VEZ MAIS DESGASTADO, MINISTRO WEINTRAUB DEIXA O GOVERNO PARA ASSUMIR POSTO NO BANCO MUNDIAL


Desgastado pela opinião pública, o Ministro da Educação Abraham Weintraub anunciou na tarde desta quinta-feira (18/6) que deixará o cargo para assumir uma diretoria do Banco Mundial. A presença de Weintraub estava prejudicando a própria imagem do governo do presidente Jair Bolsonaro. As declarações de Abraham na fatídica reunião ministerial do dia 22 de abril, em que chamou os ministros do Supremo Tribunal Federal de “vagabundos”, e a sua participação no ato promovido pelo grupo 300 do Brasil, foram determinantes na sua saída. “Dessa vez é verdade, eu estou saindo do MEC”, declarou. “Eu vou começar a transição agora e, nos próximos dias eu passo o bastão pro ministro que vai ficar no meu lugar, interino ou definitivo”, afirmou. “Tô fechando um ciclo e começando outro e, é claro, continuo apoiando o senhor”, disse Weintraub.


As especulações em torno do substituto de Abraham Weintraub já iniciaram. Um dos nomes cotados para assumir o Ministério da Educação é Carlos Nadalim, secretário nacional de Alfabetização. A escolha seria uma forma de agradar a ala mais ideológica do governo, principalmente os seguidores de Olavo de Carvalho. Nadalim, que é um dos defensores da Homeschooling, especialmente nos Estados Unidos, foi e x-coordenador pedagógico na escola Mundo do Balão Mágico, em Londrina. A escola é responsável por ensinar 1.630 pais pela internet a alfabetizarem seus filhos. Carlos Nadalim chegou à Secretaria de Alfabetização do MEC e anunciou que seu objetivo era “libertar mentes escravas das ideias de dominação socialista” e “preparar cidadãos para o mercado de trabalho”.


No vídeo, o Ministro da Educação Abraham Weintraub anuncia sua saída do governo Bolsonaro.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png