BOLSONARO LIDERA PESQUISA PARA 2022 COM MAIS DE 30% DAS INTENÇÕES DE VOTO APONTA INSTITUTO PARANÁ


Mesmo diante do colapso do sistema de saúde e do número de mortes por Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro lidera a pesquisa para presidente da República em 2022, de acordo com levantamento do Instituto Paraná, divulgado nesta sexta-feira (5/3). A pesquisa foi realizada entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março, em 26 estados e no Distrito Federal, tendo ouvido 2.080 eleitores. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Em um dos cenários, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, aparece como candidato pelo PSDB, no lugar de João Dória, governador de São Paulo. No levantamento, Jair Bolsonaro (sem partido) lidera todos os cinco cenários de disputa à Presidência República, em 2022. o ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (sem partido), aparece na segunda colocação em três cenários. Já o ex-presidente Lula e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (derrotado por Bolsonaro no segundo da eleição de 2018), disputariam o segundo turno em dois supostos cenários O atual presidente aparece com mais de 30% das intenções de votos em todos os cenários da pesquisa. os votos. O levantamento do Instituo Paraná elaborou a pesquisa a partir de cenários que incluem também Henrique Mandetta (DEM), Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Luciano Huck (sem partido), João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB) e João Amoêdo (Novo).


Em um primeiro cenário, Bolsonaro soma 31,9% dos votos e fica à frente de Moro (11,5%), Fernando Haddad (10,5%), Ciro (10%), Huck (8%), Doria (5,3%), Boulos (3,2%) e Amoedo (2,8%). Em um cenário com Lula candidato, Bolsonaro lidera com 32,2%, seguido por Lula (18%), Moro (11,6%), Ciro (8,7%), Doria (5,3%), Boulos (3,5%), Amoêdo (3%) e Mandetta (1,4%). Em uma disputa sem Lula e o apresentador da Rede Globo, Bolsonaro mantém a liderança com 33,9% dos votos, seguido por Moro (12,3%), Haddad (11,8%), Ciro (10,7%), Doria (6,3%), Boulos (3,2%) e Amoedo (3,2%). Já em uma eventual troca do candidato do PSDB pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, no lugar de Doria, a disputa é liderada por Bolsonaro com 32,4%, Moro (12%), Haddad (10,8%), Ciro (10,3%) Huck (8,7%), Boulos (3,2%), Amoêdo (3%), Leite (2,3%). Na disputa sem o ex-ministro da Justiça, Bolsonaro lidera com 37,6%, à frente de Haddad (14,3%), Ciro (13%), Doria (6,9%), Amoêdo (3,9%) e Mandetta (2,7%).