BOLSONARO DESAFIA A DEMOCRACIA AO CONVOCAR ATO EM DEFESA DO FECHAMENTO DO CONGRESSO NACIONAL

O presidente Jair Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao convocar o povo brasileiro para uma manifestação que preconiza o fechamento do Congresso Nacional. A convocação, feita por meio de um vídeo, está marcada para o dia 15 de março. A iniciativa de Bolsonaro gerou uma gigantesca reação em defesa da democracia, encabeçada por instituições públicas, partidos e movimentos sociais em todo país, pois a atitude do presidente fere o item II do artigo 85 da Constituição Federal, podendo resultar em um processo de impeachment, como prevê a cláusula que trata como crime os atos que atentam contra o livre exercício do Poder Legislativo, Judiciário, do Ministério Público e outros Poderes constitucionais das unidades da Federação.



O ato organizado por defensores do governo Bolsonaro ganhou força na semana passada, após o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), ter atacado parlamentares acusando-os de fazer “chantagem”. O vídeo de um minuto e 40 segundos, divulgado com exclusividade pelo O Estado de S. Paulo, usa o Hino Nacional Brasileiro como trilha sonora e exibe imagens da facada que Bolsonaro sofreu em Juiz de Fora (MG), em 2018, durante sua campanha à presidência da República. O texto legendado do vídeo diz: "Ele foi chamado a lutar por nós. Ele comprou a briga por nós. Ele desafiou os poderosos por nós. Ele quase morreu por nós. Ele está enfrentando a esquerda corrupta e sanguinária por nós. Ele é a nossa única esperança de dias cada vez melhores. Ele precisa de nosso apoio nas ruas. Dia 15.3 vamos mostrar a força da família brasileira".


LEIA A MATÉRIA PUBLICADA PELO JORNAL BRASIL DE FATO


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png