ALINE KERBER PARTICIPA DO "PAPO RETO COM SGARBOSSA: OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA"


Muito oportuna a iniciativa do vereador Marcelo Sgarbossa (PT) de promover um bate-papo com a Aline Kerber, socióloga, diretora executiva do Instituto Fidedigna e presidenta da Associação Mães e Pais pela Democracia. A "live" será realizada às 11 horas desta quinta-feira, dia 13 de agosto, e vai debater "Os desafios da educação em tempos de pandemia", com transmissão pela página do facebook e pelo canal do youtube do vereador Sgarbossa.


Durante o período de pandemia de coronavírus, as questões relacionadas à educação têm gerado polêmica em todo país. Nesta terça-feira (11/8), o governo do estado do Rio Grande do Sul apresentou um cronograma de retorno às aulas presencias aos prefeitos dos municípios gaúchos. A proposta sugerida pelo governo prevê o retorno em todos os níveis de ensino, de forma escalonada, entre o fim de agosto e a metade de outubro. Segundo os prefeitos, o governo propõe que o retorno às aulas comece a partir do dia 31 de agosto, com a Educação Infantil, tanto nas escolas privadas quanto na rede pública. A socióloga Aline Kerber, que também participa do Comitê Popular Estadual de Acompanhamento da Crise Educacional no RS, tem companhado de perto as discussões surgidas em relação à educação no estado e em Porto Alegre e foi uma das responsáveis pela elaboração de uma pesquisa sobre a educação na pandemia do COVID-19 e as condições necessárias para o retorno seguro às atividades presenciais nas instituições de ensino. A pesquisa foi realizada com toda comunidade escolar, mães, pais e responsáveis, educadoras e educadores da rede básica de ensino de Porto Alegre nos âmbitos de escolas públicas e privadas.


A pesquisa foi coordenada pela Associação Mães & Pais Pela Democracia (AMPD) e os resultados foram apresentados à imprensa e à sociedade de maneira geral. Diversas entidades apoiaram a pesquisa: Associações de Orientadores Educacionais do Rio Grande do Sul (AOERGS), Associações dos Supervisores Educacionais do Rio Grande do Sul (ASSERS), Fórum Gaúcho de Educação Infantil (FGEI), CPERS/Sindicato, Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), SINPRO-RS e SINASEFE-IFSul. O objetivo é contribuir para que as medidas que estão sendo tomadas pelo poder público estejam de acordo com a realidade das famílias e com a realidades educacional da cidade de Porto Alegre.O objetivo de pensar na qualidade do acesso à educação e da garantia das condições mínimas de segurança e proteção à vida durante e após a pandemia.


Marcelo Sgarbossa ressalta que prestar atenção às questões da cidade e aos temas de interesse da população são atribuições dos vereadores.

rodapé ed.png