A RESISTÊNCIA E A LUTA SÃO IRMÃS GÊMEAS DA ESPERANÇA E DO ABRAÇO!

Silvana Conti (*)

Desejo que a gente se mire no exemplo das nossas irmãs argentinas.


Que através da sua grande mobilização e luta conseguiram legalizar o aborto, e por tanto fizeram a grande batalha pela vida e autonomia sobre o corpo das mulheres.


Neste 2021 desejo que sempre estejamos de cabeça erguida e espinha ereta.


Que a vacina chegue logo, e que o neofascista pare de politizar a vida, jogando o povo brasileiro no abismo do negacionismo, da necropolitica e da morte.


São 200 mil filhas(os), irmãs, avós, amigas(os), parentes, colegas, pessoas que amamos que tombaram neste ano de 2020.


Quem dirige o Brasil, é sim o responsável por não termos ainda um calendário de vacinação. Isto é um crime que vai ficar marcado na história, serão lembrados e apontados por estarem do lado errado da história. Sem dúvidas de costas para o povo e a favor da morte.


Nós mulheres e homens brasileiras(os) somos muitas e muitos, temos força, resistência e sabedoria, temos ESPERANÇA, EMPATIA E SEGUIREMOS SEMPRE NA LUTA: “Até que todas(os) sejamos livres”! Livres do capitalismo, livres da exploração capital x trabalho, livres de todas as formas de opressões. Livres do machismo, do racismo, da LGBTFOBIA e de todas as violações dos direitos humanos.


Temos que acumular forças, seguir construindo uma frente ampla com todas, todes e todos que levantam a consigna do #ELENÃO !!!!!


Que venha 2021!


Bjs e até breve, quando nos encontraremos nas ruas e sem dúvidas trocaremos muitos e grandes abraços.


* Silvana Conti – Lésbica – Feminista. Militante da luta antirracista. Sindicalista. Professora aposentada da RME. Mestranda em Políticas Sociais da UFRGS.