MOURÃO REPRESENTARÁ O BRASIL NA POSSE DO PRESIDENTE ARGENTINO, EVITANDO MAIS UM VEXAME DIPLOMÁTICO


O vice-presidente Hamilton Mourão representará o Brasil na posse do novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, na terça-feira (10/12), em Buenos Aires. O futuro embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, se disse entusiasmado com a presença de Mourão na solenidade de posse de Fernández. "É mais um passo na direção dos objetivos que nos propusemos, tanto do lado do Brasil como da Argentina, de um pragmatismo, deixar de lado os desencontros, ter a maior harmonia possível para enfrentar grandes desafios e desenvolver todas as oportunidades que temos", avaliou.

O presidente Jair Bolsonaro demonstrou total desprezo em relação à posse do novo presidente da Argentina, uma atitude nada diplomática para um chefe de estado. O brasileiro manifestou seu apoiou à reeleição do presidente Maurício Macri, derrotado nas urnas nas eleições realizadas em outubro. Além disso, Bolsonaro criticou publicamente a eleição de Alberto Fernández, candidato da Frente de Todos, uma coalização de esquerda que tem como vice Cristina Kirchner. No discurso que fez após a confirmação da sua vitória para a presidência dana Argentina, Alberto Fernández fez questão de expressar seu apoio ao ex-presidente Lula.

A decisão de Mourão, de comparecer à posse no país vizinho, ainda que na véspera da solenidade, soou como um remendo grotesco. Porém, evitou um desgaste maior, pois esta seria a primeira vez em mais de 15 anos que o governo brasileiro deixaria de enviar um representante do primeiro escalão para a posse de um presidente argentino.

Cabe lembrar que a Argentina é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, registrando um fluxo anual de quase US$ 26 bilhões, segundo dados de 2018, cifras que são superadas apenas pela relação com a China e com os Estados Unidos..


11 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)