EM MARCHA, BOLIVIANOS DENUNCIAM O GOLPE E AS MORTES CAUSADAS PELA REPRESSÃO POLICIAL


Milhares de Indígenas da cidade boliviana de El Alto deram início, nesta quinta-feira (21/11), a uma marcha até La Paz, com objetivo de protestar contra o governo de Jeanine Áñez e denunciar as mortes ocorridas durante toda a semana, em função da repressão policial. Uma das principais reivindicações da marcha é a renúncia da presidente Jeanine Áñez, que assumiu o governo após o golpe de Estado e a renúncia de Evo Morales. A marcha levou os caixões dos oito mortos até a La Paz. Eles foram mortos na terça-feira (19/11), próximo à refinaria Senkata, em El Alto, ao serem reprimidos por militares e policiais, defensores do governo autoproclamado de Jeanine Áñez. A ação dos militares ocorreu em função do bloqueio que impedia a saída de combustíveis em direção à capital boliviana. Os indígenas acusam a polícia de ter lançado bombas de gás lacrimogêneo e de disparar tiros contra os manifestantes.


6 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)