REPORTAGEM DA AGÊNCIA PÚBLICA REVELA A AMEAÇA DE MORTE A LIDERANÇAS DE ASSENTAMENTO NO PARÁ


A Pública, Agência de Jornalismo Investigativo, publicou na terça-feira (3/9) uma reportagem especial - AMAZÔNIA SEM LEI, com texto de Ciro Barros e fotos de José Cícero da Silva. A história de Maria Márcia Elpídia de Melo, presidente da Associação dos Produtores e Produtoras Rurais Nova Vitória, revela o desamparo de quem ousa falar. Ela vem sofrendo ameaças constantes por causa de denúncias que fez contra a exploração ilegal de recursos naturais (sobretudo madeira e ouro), venda de lotes e os assassinatos no interior do assentamento. Por causa do conflito, diagnosticado em trabalho técnico do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Márcia afirma ter medo de sair sozinha do lote que ocupa no assentamento que também foi o mais incendiado do Pará, em agosto. O que mais dói, segundo ela, é ficar longe de seu filho, Elmiro, a quem retirou de seu convívio por questões de segurança. Ele vivia em um dos lotes do assentamento e no início deste ano foi espancado e ameaçado de morte na Vila Isol, uma comunidade próxima ao PDS.

clique aqui para ler a reportagem

o


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png