GUERRA À VENEZUELA É UMA EVIDENTE DEMONSTRAÇÃO DA SUBMISSÃO DO BRASIL AOS EUA


A posição do governo Bolsonaro diante da crise na Venezuela é de uma irresponsabilidade política imensurável. O apoio do Brasil a Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país em oposição a Nicolás Maduro, está inserido em um contexto internacional de dimensões gigantescas. Os EUA apoiam Guaidó e utilizam os mesmos argumentos falaciosos de defender a democracia no mundo e de libertar os povos supostamente oprimidos por governos ditatoriais. Foi assim no Iraque, na Síria, na Líbia, em Cuba e agora na Venezuela. É preciso esclarecer que o interesse norte-americano em relação à Venezuela passa longe da proclamada ajuda humanitária. O que realmente está em jogo é o fato da Venezuela, país com 30 milhões de habitantes, ter as maiores reservas de petróleo do mundo.

Caso o governo Bolsonaro declare guerra aos vizinhos venezuelanos, estará demonstrando total submissão ao governo Trump. Uma eventual guerra com a Venezuela terá consequências catastróficas para o Brasil. Cabe lembrar que a Rússia, a China e o Irã são potências militares e já declararam apoio à Venezuela, no caso de conflito armado. Além disso, a Venezuela tem uma das forças armadas mais bem equipadas e numerosas da América Latina, com pelo menos um milhão de combatentes. As chamadas milícias revolucionárias bolivarianas são muito bem organizadas e treinadas.

O governo Bolsonaro não pode usar a vida de milhares de jovens brasileiros, que certamente serão convocados para esta guerra insana, com o objetivo de defender única e exclusivamente os interesses dos EUA. O governo Bolsonaro é covarde e irresponsável e está claramente ajoelhado e submisso aos interesses geopolíticos e comerciais do império norte-americano.

Neste momento de extrema gravidade na política internacional, o www.esquinademocratica.com ressalta sua posição pela defesa da paz e da soberania dos povos e denuncia publicamente a submissão covarde e vergonhosa do governo Bolsonaro aos interesses dos EUA pelo petróleo da Venezuela.


14 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)