Buscar

A CONTA CHEGOU EM FORMA DE GOLPE


Defender o PT, na minha opinião, é ter coragem pra romper com a atual estrutura. É lutar por um partido diferente, capaz de respeitar as demais forças políticas, com menor estrutura e que são fiéis à luta pela construção de uma sociedade justa e igualitária. O PT precisa de coragem para mudar. É preciso perceber que este formato, onde os parlamentares e as lideranças passaram a agir mecanicamente dentro de uma engrenagem, é podre e corrompida.

O PT aderiu à política tradicional e passou a lutar pela manutenção destas estruturas. Os mandatos obedecem à lógica eleitoral. Inúmeras vezes, a luta por transformações sociais sucumbiu ao autofagismo dos embates internos, promovido pelas correntes, pela busca por espaços e pelos cargos na máquina pública.

Faz tempo que a unidade é só discurso. É prá inglês ver.

Não há dúvida que o PT foi o partido de esquerda que mais promoveu transformações sociais e políticas do Brasil, em todos os tempos. Porém, se perdeu no caminho da política tradicional e optou claramente pelo caminho conservador.

Aliado do PMDB, foi golpeado por este e pelas forças conservadoras e reacionárias, com apoio do Judiciário e com o amparo da grande imprensa. Não há dúvidas que este conglomerado de empresas de comunicação, a serviço do capital, tem um enorme poder de formar opinião. Porém, a derrota do PT não se deu unicamente pela atuação da mídia e pela direita reacionária.

Infelizmente, o golpe precisa ser compreendido também por um outro viés.Houve um golpe antes do golpe, que nasceu dentro do próprio partido e que destruiu sonhos. Um golpe contra a própria militância, contra bandeiras históricas e que atingiu frontalmente um projeto em curso.

É preciso coragem para mudar.

Não é mais possível continuarmos com o discurso MILITONTO, incapaz de refletirmos sobre esta trajetória que teve sim muitos acertos, mas que também teve erros cruciais e determinantes. Os chamados "mal feitos" nos levaram a uma derrota moral, com danos irreparáveis à imagem e à história do PT e da própria esquerda no Brasil.

Não refletir é colocar venda nos olhos. Atribuir a derrota do nosso projeto político única e exclusivamente ao golpe é uma demonstração de fragilidade, de incapacidade e nos faz coniventes com estes equívocos.

O caminho da cegueira nos levará para onde?

Fazer política com as vísceras, para fazer de nós exatamente o oposto ao projeto que combatemos é, de certa forma, construir um bordão nos mesmos moldes daqueles que ocupam os lugares em que estivemos por mais de uma década.

O PT acima de tudo. O BRASIL acima de TODOS.

Não é isso que desejamos.

É preciso recordar nossa essência ...

BRILHA UMA ESTRELA SEM MEDO DE SER FELIZ.


0 visualização