DILMA FALA SOBRE O PAPEL DA MÍDIA NO GOLPE DE 2016


A ex-presidenta Dilma Rousseff afirmou que a primeira tentativa de golpe contra os governos do PT, presenciada por ela, ocorreu em 2006, antes da reeleição de Lula. Dilma relatou que, na ocasião, a oposição encaminhou uma proposta, evidentemente que de forma velada, para que o ex-presidente não fosse candidato à reeleição. Em troca, segundo ela, a oposição levaria o “mensalão” livre.


De acordo com Dilma, a oposição se equivocou na avaliação que fez sobre o primeiro governo do PT. “A mídia e a elite política e empresarial avaliavam que o governo Lula seria passageiro, não teria capacidade de gestão, de articulação nacional e internacional, se enredaria em processos ideológicos e seria incapaz de proporcionar crescimento econômico e social ao país”, contou Dilma para a plateia que lotou o auditório do Sindicato dos Bancários, em Porto Alegre, na noite desta quinta-feira (7/6).

Para a ex-presidenta, as elites subestimaram a capacidade do governo Lula, que não cedeu às chantagens e foi reeleito. Dilma afirmou que a mídia oligárquica foi fundamental no golpe e que continua ocupando duplo papel na sociedade, como partido político e por interesses econômicos. O debate foi promovido pelo Sul21 em parceria com o Instituto DeClatra e marcou o lançamento do livro “Enciclopédia do Golpe vol. II – O Papel da Mídia", produzido pelo Instituto Declatra. Além de Dilma, estiveram presentes na mesa, a organizadora da obra, a jornalista Maria Inês Nassif, o repórter do Sul21 Marco Weissheimer e o advogado Antonio Escosteguy Castro, mediador do debate.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png