ESPECIAL -  FESTIVAL LULA LIVRE AO VIVO DE BUENOS AIRES


Durante o Festival Lula Livre (Lula Festiva), que aconteceu neste sábado (19/5), na Plaza de Mayo, em Buenos Aires, os argentinos deram uma demonstração de solidariedade ao Brasil. O festival foi mais uma atividade promovida para chamar a atenção do mundo sobre a prisão do ex-presidente e o uso político do poder judiciário no país. Depois do golpe que retirou Dilma Rousseff da presidência da República, o Brasil mergulhou em uma crise política, a partir do governo de Michel Temer, que promoveu inúmeros retrocessos sociais, com perda de direitos, desemprego e desmantelamento das políticas públicas, entre outros.

Entre diversas mensagens no telão, o Festival pediu liberdade para o ex-presidente-Luiz Inácio Lula da Silva, além de exigir justiça no caso do assasinato de Marielle Franco e Anderson Gomes. Também foi lembrado o assassinato de Matheusa Passareli no Rio de Janeiro.

MARIELLE VIVE

Os organizadores também homenagearam a vereadora brasileira Marielle Franco e a ativista ambiental hondurenha Berta Cáceres, ambas assassinadas por milícias de repressão devido a suas atividades de contestação. O evento foi idealizado e organizado por diversos coletivos de cultura junto a movimentos sociais, grupos de mídia alternativos e coletivos de artistas da Argentina, Uruguai, Bolívia e Venezuela. e além de partidos políticos e organizações da sociedade civil do país.

MADRES DE PLAZA DE MAYO - NORITA CORTIÑAS

"Estou aqui porque todos queremos que o Brasil tenha democracia e representantes eleitos pelo povo. Por isso pedimos a liberdade de Lula e o respeito à livre determinação do povo. Também, ao lado de tanta gente que veio para apoiar, dizemos que a Marielle vive e exigimos a liberdade para milagre sala. Não ao fundo monetário internacional, não ao pagamento da dívida externa e não ao G20!".

MÍDIA NINJA AO VIVO DE BUENOS AIRES

Em uma noite memorável, milhares de pessoas se reuniram na Plaza de Mayo, em Buenos Aires para protestaram pela liberdade de Lula e por justiça por Marielle Franco. Lula é mantido preso político há 42 dias na sede da polícia federal em Curitiba, após ser vítima de um processo ilegal e sem provas, midiático e comandado por um juiz imoral. Marielle Franco foi executada há 67 dias por lutar pelos direitos das mulheres, da população negra, favelada e LGBT. Os dois são lideranças simbólicas na América Latina e no mundo.Artistas, intelectuais, pensadores, ativistas e a povo argentina se somaram nesta noite histórica para contar pro mundo sobre a importância de dois líderes vítimas da injustiça. Seguiremos lutando, do Brasil para a Argentina, da América Latina para o outro lado do mundo, até Lula estar livre.

Veja a matéria do site do Mídia Ninja.

CAETANO VELOSO

Caetano Veloso foi uma das atrações do festival, que contou ainda com Juan Falú, Liliana Herrero, Malena D'Alessio, Los Rusos Hijos de Puta, Las Taradas, Sudor Marika, Juana Molina, entre outros.

VÍDEO DO MÍDIA NINJA

COMO A ARGENTINA RECEBE LULA

O coletivo Emergentes, da Argentina, faz ações de comunicação e novas narrativas contra a manipulação política da mídia tradicional.

COLETIVO EMERGENTES

Selecionamos alguns vídeos para mostrar o trabalho realizado pelo grupo argentino.

SOMOS MILES!!!

LOBA, POR LILIANA DAUNES

EMERGENTES

MARCHA CONTRA EL FMI El

TRANQUILA HERMANA, AQUÍ ESTÁ TU MANADA


0 visualização