LEMBRAR É RESISTIR


AA ditadura militar cometeu inúmeras atrocidades. De 1964 a 1985, o Brasil viveu tempos sombrios. Os anos de chumbo foram responsáveis por censura, prisões, torturas, assassinatos. Na segunda-feira, dia 18 de setembro, às 19h e 30 min, a Comissão da Verdade PUCSP fará o Ato de Encerramento de suas atividades, no Tucarena. 

Na ocasião, os cinco estudantes da universidade mortos pela ditadura brasileira serão diplomados. São eles: Carlos Eduardo Pires Fleury, Cilon Cunha Brum, José Wilson Lessa Sabbag, Luiz Almeida Araújo e Maria Augusta Thomaz. 

A imagem, compartilhada por Liniane Haag Brum, sobrinha de Cilon Cunha Brum, é uma das recordações da família. A foto é um registro feito pouco antes de Cilon se mudar para São Paulo, na década de 1960. Os jovens caminham na Galeria Chaves, em Porto Alegre. Nas pontas, dois rapazes de ternos claros, o da esquerda é Cilon.




rodapé ed.png