OUÇA O ÁUDIO: SARGENTO DA AERONÁUTICA AMEAÇA MARIA DO ROSÁRIO


O sargento da Força Aérea Brasileira, Aldimar Torres da Silva, lotado no Sétimo Comando Aéreo Regional, em Manaus, é um dos suspeitos das ameaças feitas à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Nesta sexta-feira, 18 de agosto, a deputada protocolou pedido de investigação na sede do departamento de Polícia Federal, em Brasília, sobre as ameaças que vem recebendo por meio do WhatsApp, desde a última terça-feira (15). As ameaças iniciaram exatamente no mesmo dia que o STJ indeferiu o recurso de Jair Bolsonaro, condenado a pagar R$ 10 mil à deputada gaúcha por ter dito que ela não merecia ser estuprada por ser ‘muito feia’.

O número da deputada maria do Rosário foi adicionado a grupos do WhatsApp e os apoiadores do candidato da extrema direita passaram a fazer xingamentos e intimidações, por meio de mensagens de textos e de áudios. De acordo com informações publicadas no site Diário do Centro do Mundo, um dos autores das ameaças é o sargento da Força Aérea Brasileira, Aldimar Torres da Silva. Segundo seu Facebook, ele está lotado no Sétimo Comando Aéreo Regional, em Manaus.

O Portal da Transparência traz informações sobre ele.

Em seu “recado” à parlamentar, Aldimar a chama de “puta de bandido”, “desgraçada do inferno”, entre outros qualificativos. “Com autorização de juiz ou sem, eu vou grampear seu telefone na Polícia Civil na área de inteligência. Eu vou rasgar você no meio”, continua. “Os dois contatos que você não sabe quem é e nunca vai saber na sua vida… do Eduardo Bolsonaro está (sic) nesse grupo e vai entrar em contato com você. Eu quero que você vá tomar lá dentro”.

Confira o aúdio:


17 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)