VITÓRIO PÍFFERO DEVE SER DESTITUÍDO DO CARGO DE PRESIDENTE DO INTER E PROIBIDO DE ENTRAR NO BEIRA-RI


Pior do que cair para a segunda divisão, foi ouvir a entrevista do presidente do Sport Club Internacional, após a derrota para o Corinthians. Simplesmente, o senhor Vitório Píffero atribui a possibilidade da sua equipe ser rebaixada, a um erro da arbitragem que foi convertido em gol da equipe adversária.

Vitório Píffero entrará para a história do clube, não somente pelas suas trapalhadas como presidente, mas também pela forma como se exime de quaisquer responsabilidade em relação à gestão do clube, que resultou na campanha desastrosa do Inter no Campeonato Brasileiro de 2016.

Ou seja, segundo o presidente Píffero, o Inter só está à beira do rebaixamento por conta deste erro do juiz. E, novamente, o presidente colorado prejudica sua equipe ao declarar que teria avisado a CBF sobre o risco de escalar “aquele” árbitro para um jogo tão importante como Inter e Corinthians. Colocar a entidade que organiza o futebol brasileiro sob suspeição, além de uma demonstração de desespero, só piora a situação do Internacional.

Nem a imprensa esportiva tampouco os próprios torcedores do Internacional caíram na estratégia de Píffero, de atribuir a um suposto inimigo a responsabilidade pelos seus próprios insucessos.

Ou o senhor Vitório Píffero sofre de problemas mentais ou tem um péssimo caráter mesmo. Mas, como não o conheço, não posso emitir uma opinião definitiva.

Esta noite de segunda-feira, dia 21 de novembro de 2016, é muito amarga para nós, torcedores colorados. A tristeza de ver meu time prestes a ser rebaixado à segunda divisão me trouxe à memória os dias que antecederam o processo eleitoral no Inter. Lembro do esforço de um grupo de sócios colorados para evitar a eleição de Vitório Píffero.

Mas, foi tudo em vão e Píffero venceu a eleição com 71% dos votos.

Não sei se o fato de obter maioria incontestável nas urnas foi responsável pela a arrogância e a soberba do presidente Píffero. Mas verdade seja dita, assim que Píffero assumiu o cargo, o presidente logo tratou de alimentar desafetos e desavenças, prejudicando seu próprio clube.

Me perdoem o desabafo. Sou colorado e, assim como milhares de torcedores, contribuí financeiramente com o meu time do coração. Me sinto enganado por esta gestão incompetente e irresponsável.

Não bastasse a campanha desastrosa da equipe colorada, a gestão Píffero será lembrada também pela maior goleada sofrida na história recente dos grenais.

Tudo isso seria cômico, não fosse trágica a situação do Internacional. Por isso tudo, acho que o senhor Vitório Píffero deveria ser destituído imediatamente do cargo de presidente do Sport Club Internacional e proibido de pisar no Gigante da beira-Rio.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png