TAL QUAL EM 2013, AS VOZES DAS RUAS TÊM MUITAS FACES E OBJETIVOS DISTINTOS


Mesmo com a cobertura quase invisível da imprensa diante dos protestos contra o golpe que derrubou Dilma Rousseff da presidência do Brasil, as manifestações de repúdio ao governo de Michel Temer crescem em todo país. Enquanto o povo vai às ruas defender a democracia, o país mergulha em um grosseiro retrocesso que retira direitos sociais e trabalhistas e atropela liberdades individuais. O Brasil foi vítima de um golpe, arquitetado pelos setores mais retrógrados e reacionários da sociedade, com apoio do monopólio midiático e com amparo do judiciário arcaico e conservador. A repressão aos manifestantes é apenas uma demonstração da intolerância em relação à democracia. Se por um lado cresce o movimento pelas diretas já; por outro, aumenta a tensão e a possibilidade de caos e de distúrbios, como forma de enfrentamento e de reação ao golpe. Por isso, durante os protestos do "Fora Temer", a receita é ficar atento ao que acontece ao redor. Tal qual em 2013, as vozes das ruas têm muitas faces e objetivos distintos.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png