A JUVENTUDE EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DIANTE DE DOIS CAMINHOS: MANIFESTAÇÕES PACÍFICAS OU VANDALISMO


Em Porto Alegre, a juventude tem sido protagonista nas manifestações e nos protestos ema defesa da democracia e na resistência ao golpe contra a democracia e que derrubou a presidenta Dilma Rousseff. A participação da juventude nas manifestações, enfrentando, muitas vezes, a truculência da Brigada Militar, demonstra um comprometimento com o país e com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. No entanto, existem dois caminhos distintos para defender a democracia e quem tem acompanhado as manifestações de rua já percebeu isso. De um lado, protestos organizados, com engajamento de milhares de pessoas, verdadeiras multidões que se são contrárias ao golpe travestido de impeachment. Do outro, manifestações de grupos cada vez menores, com quebra-quebra e enfrentamento aos órgãos de repressão. Eu, Alexandre Costa, na condição de jornalista livre e independente, defendo que as manifestações em defesa da democracia e contra o governo golpista de Michel Temer devem ser pacíficas e ordeiras. Entendo que temos uma responsabilidade gigantesca com o futuro imediato e que isso depende muito das ações nas ruas, sendo elas organizadas e com objetivos claros e concretos.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png