O SACO DE PANCADAS, DEFINITIVAMENTE DOBROU OS JOELHOS


A derrota do Inter diante da Chapecoense foi justa. O Inter de Roth melhorou em relação ao time de Falcão, não há a menor sombra de dúvidas. Porém, não foi e, se o padrão for este, não será possível impedir rebaixamento do campeão de tudo. O time ajeitado por Celso Roth e que iniciou a partida estava sólido defensivamente, como é a característica das equipes treinadas pelo treinador. Mas quando Roth mexeu, colocando Alex, Ariel e Ferrareis, ai o Inter se desestruturou. Além de ficar vulnerável perdeu a força ofensiva. A queda de produção do atacante Sasha é visível, ainda que seja um jogador aplicado, seu rendimento tem sido muito baixo.

As três substituições foram determinantes para a derrota. Roth mexeu muito mal. Pior que isso, é ver Paulão inseguro. A falha que resultou no gol da Chapecoense foi do Fernando Bob. Errou um passe na intermediária, em um lance infantil. Forçou um passe e acabou armando um contra-ataque para o adversário. Mas Paulão errou também porque vacilou em uma bola dentro da sua área e ao seu alcance. Dois erros grosseiros e que denunciam claramente a falta de qualidade destes dois jogadores. O Internacional montou um time caro e de pouca qualidade. Cabe o elogio a Falcão ao trazer o goleiro Lomba, que veio do Bahia, da segunda divisão, para uma situação de emergência e tem feito boas atuações. Fabinho vai render mais ao lado de Dourado. No entanto, nova derrota contra o São Paulo colocará o Internacional, de forma impiedosa, na zona do rebaixamento. Não há mais luzes a acender.

O alerta já foi dado e está além dos limites. Perder significa também perder arrecadação e respeito dos seus próprios torcedores e dos seus adversários. O saco de pancadas, definitivamente dobrou os joelhos.


7 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)