IMPOTENTES DIANTE DA FARSA DE UM GOLPE TRAVESTIDO DE IMPEACHMENT


O bloco político que dá sustentação ao golpe contra a democracia trabalha sorrateiramente para antecipar o impeachment de Dilma Rousseff. Estamos às vésperas de um dos maiores crimes políticos contra o povo brasileiro. Em 1964, após derrubarem o presidente João Goulart, os militares tomaram o poder e utilizaram o termo revolução. Em 2016, um novo golpe atinge o país, desta vez chamado de impeachment. Ao contrário de 64, quando os tanques tomaram as ruas e impuseram à força uma nova “ordem” , em 2016 a tomada do poder se dá mediante uma farsa. O golpe militar levou o país a uma longa ditadura (1964 a 1985). Durante este período, o país sofreu com a supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. Muitos morreram, outros foram barbaramente torturados e há ainda aqueles que nunca mais retornaram. Apesar do exército não ter colocado tropas e tanques nas ruas, existem muitas semelhanças entre os golpes de 1964 e o de 2016. Mas, sem dúvida alguma, a luta de classes foi e é a principal causa dos ataques à democracia no Brasil de ontem ou de hoje. Após alguns anos, certamente a história demonstrará os prejuízos causados ao país pelo golpe travestido de impeachment.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png