TARSO AFIRMA QUE NÃO PENSA EM DEIXAR O PT E NÃO ESTÁ DIVIDIDO ENTRE PONT E LUCIANA


No quarto e último bloco da entrevista de Tarso Genro para o www.esquinademocratica.com, o ex-governador falou sobre a posição do PT na recente votação para presidência da Câmara. Na opinião de Tarso, o PT errou novamente. "Tem três coisas que eu venho batendo há muito tempo. A primeira é que o PT continuou apostando estrategicamente em uma aliança com a parte sadia do PMDB. A segunda é que o PT apostou no jogo burocrático das relações parlamentares para tentar furar o bloqueio do seu isolamento, também não deu certo. E a terceira é que o PT não dialogou com suas bases, e as milhares de pessoas que foram as ruas, não estavam defendendo o PT, estavam defendendo a democracia. Errou mais uma vez", analisou Tarso. Quando indagado sobre se já pensou em deixar o partido, o ex-governador soltou um retumbante não. "Eu não vejo nenhum partido que tenha a anergia e a importãncia política que tem o PT para o país, o que não quer dzer que isso mais tarde não possa ser reavaliado". Outro tema, tratado neste último bloco, diz respeito a candidatura da sua filha, Luciana Genro, à prefeitura de Porto Alegre. Tarso foi enfático ao afirmar que não se sente dividido. Tarso afirmou que apoiar seu companheiro de partido Raul Pont e aproveitou para criticar a postura do PSOL. "A minha experiência política com o PSOL, aqui em Porto Alegre, não é nada boa. Na eleição para governador, o PSOL tratou a minha candidatura e a da Ana Amélia, da mesma forma. E até eu disse em um dos debates, olha vocês estão servindo como quinta coluna da Ana Amélia". No entanto, o ex-governador teceu elogios à filha e disse que em um eventual segundo turno, sem o Raul Pont, que apoiaria Luciana à prefeitura de Porto Alegre.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png