DIRETORA DO GHC DIZ QUE MINISTRO DA SAÚDE QUER PRIVATIZAR O GRUPO


Contrariando os pedidos de municípios, estados e entidades hospitalares, em entrevista ao programa Atualidade, da Rádio Gaúcha, na quinta-feira (1°), o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), afirmou que o SUS não precisa de mais recursos financeiros, e sim de melhorias de gestão. Ele citou nominalmente o Grupo Hospitalar Conceição (GHC) como exemplo; mas diretora-superintendente do GHC, Sandra Fagundes, contestou as informações divulgadas pelo ministro; "O ministro não é do Sistema Único de Saúde, é externo. Seus maiores contribuidores para sua campanha são planos privados de saúde. Então, ele vem com este viés para dentro do Ministério da Saúde e o que ele diz, que é gravíssimo, que o problema é de gestão e não é de recursos financeiros", afirmou a diretora-superintendente do GHC.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png