O PROTAGONISMO FEMININO E AS VIVÊNCIAS DOS ESTUDANTES NAS OCUPAÇÕES DAS ESCOLAS DO RS


Os estudantes do movimento de ocupação das escolas da rede de ensino do estado do Rio Grande do Sul estão determinados a permanecer no saguão da Assembléia Legislativa. A ocupação ocorreu na tarde fria de segunda-feira (13/6) e os secundaristas exigem que o governador Sartori (PMDB) se disponha a dialogar com o movimento.

Além de retirar da pauta de votação o PL 44, que mascara a privatização das escolas entregando sua administração a Organizações Sociais (OSs), os estudantes também são contrários ao PL 190, chamado de "Escola Sem Partido". O projeto é de autoria do deputado estadual Marcel Van Hattem, ligado ao Movimento Brasil Livre (MBL). Na opinião de alunos e professores, o projeto tem como objetivo censurar a comunidade escolar e coibir a livre expressão.

A reportagem, realizada pelo jornalista Alexandre Costa, pouco antes dos estudantes ingressarem no saguão da Assembléia Legislativa, aborda temas como as reivindicações do movimento, além do protagonismo feminino, das vivências e dos aspectos pedagógicos proporcionado pelas ocupações, uma experiência que vai muito além do protesto em função da precarização do ensino. Ao entrevistar Giovana e Maria Eduarda, duas estudantes, adolescentes, com idades entre 16 e 17 anos, foi possível registrar o sentimento das jovens neste importante momento da história do país.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png