POLÍCIA INVADE SINDICATO QUE REALIZAVA REUNIÃO DE APOIO A LULA


Como nos tempos da Ditadura Militar polícia de Alckmin invade plenária em Diadema.

Nem a presença de deputados petistas como Vicentinho impediu a ilegalidade cometida hoje pela PM paulista na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em Diadema.

Seguem os relatos:

Relato de Luiz Fernando:

"Houve uma situação que nos lembrou-o período de exceção e reflete o momento que passamos hoje: dois PMs, um tenente e um soldado invadiram a plenária, armados de revólveres e metralhadora, argumentando que queriam saber o que estava acontecendo no local.

Logo após chegaram ao local muitas viaturas posicionadas fechando a rua em frente ao prédio do sindicato, e PMs armados com metralhadoras e revólveres. Parecia uma praça de guerra do lado de fora

Estávamos eu, o Barba e o Luiz Turco, juntamente com a diretoria do Sindicato a cobrar explicação dos policiais e ficou claro: foram ali para intimidar. Infelizmente, a polícia tucana a serviço da tentativa de golpe. A coisa tá braba!!”

Relato de Luiz Turco:

"Estávamos na plenária em solidariedade ao Filipi e ao Lula, quando fomos surpreendidos com a entrada da polícia.

Na verdade isso faz parte de todo processo de pressão que vem pela frente.

O diretor do sindicato colocou os policiais em uma sala até que eu o Barba e Luiz Fernando fomos conversar com eles para saber o motivo daquilo.

Eles disseram que ficaram sabendo que era uma reunião em apoio o Lula e foram até lá. O maior absurdo! A coisa está feia.

Conclusão:

O sindicato ficou cercado pela polícia. Os PM estavam armados até os dentes, metralhadora e tudo! No fim conseguimos negociar com eles e aí foram embora. Porém, antes anotaram os documentos meu e do Luiz Fernando e nós anotamos os deles também. Vamos tomar providências legais.

publicado originalmente em: http://jornalggn.com.br/noticia/policia-invade-sindicato-que-realizava-reuniao-de-apoio-a-lula#.VuQVf6N7AME.facebook


rodapé ed.png