Empresas ameaçam suspender reajuste dos rodoviários


As empresas responsáveis pelo transporte público de Porto Alegre ameaçam não repassar o reajuste de 11,81% aos rodoviários na folha do mês de março, se a Justiça mantiver o preço de R$ 3,25 para ônibus e R$ 4,85 para lotações. O Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa) enviou ofício ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) comunicando a suspensão do reajuste salarial de 11,81% aos rodoviários da capital.

Na terça-feira (8/3), a desembargadora Marilene Bonzanini, da 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RS (TJRS), manteve o suspenso o reajuste que eleva a passagem de ônibus para R$ 3,75 e das lotações para R$ 5, 60. A desembargadora afirmou ainda que caso sejam apresentados novos fatos, suscetíveis a determinar a revogação da liminar, os mesmos devem ser submetidos ao juízo de origem, ou seja, o 1º grau.

O reajuste das passagens entrou em vigor no dia 22 de fevereiro, sendo suspenso dois dias depois, por meio de liminar da Justiça, em ação do PSOL, questionando o fato do Conselho Municipal de Transportes Urbanos (Comtu) não ter sido consultado sobre o aumento.


2 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)