JORNALISTAS LIVRES COMPLETAM UM ANO EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DOS DIREITOS HUMANOS


Prestes a comemorar um ano de atividades, os Jornalistas Livres vêm crescendo em todo Brasil. O movimento, lançado em maio do ano passado (25/5/2015), em São Paulo, articulou a criação de uma rede de jornalismo independente em defesa da Democracia e dos Direitos Humanos. A iniciativa inspirou jornalistas de todo o país e vem recebendo adesão e se espalhando pelo Brasil, conquistando espaço junto aos movimentos populares, às redes sociais e entre os profissionais de comunicação.

Em uma entrevista para www.redebrasilatual.com.br, a jornalista Laura Capriglione contou como surgiu o coletivo, em março, durante as coberturas das manifestações da CUT e movimentos sociais, nos dias 13 e posteriormente no dia 15. "A gente sabia que a mídia tradicional faria tudo para 'invisibilizar' a passeata da esquerda e dos movimentos sociais; e, por outro lado, faria de tudo para 'glamurizar' o ato do impeachment, do golpe, da intervenção militar, como de fato ocorreu", explicou.

Logo que surgiu, nas primeiras reuniões, o movimento contou com a presença de cerca de 80 pessoas de diversos coletivos de mídia, artistas, jornalistas independentes, repórteres, editores, fotógrafos e cinegrafistas. "Estávamos empenhados em praticar um jornalismo capaz de enfrentar a escalada da narrativa de ódio e o permanente desrespeito aos direitos humanos e sociais no Brasil", disse.

Abaixo, você pode conferir o trabalho realizado pelos JORNALISTAS LIVRES, no dia 15 de março de 2015, em São Paulo.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png