Buscar

BRIGADA MILITAR LANÇA BOMBAS EM JOVENS QUE PROTESTAVAM CONTRA NOVO AUMENTO DAS PASSAGENS


No dia em que foi realizada a reunião do COMTU (Conselho Municipal de Transportes Urbanos), o Bloco de Luta Pelo Transporte 100% Público convocou o seu quarto ato do ano para fazer um contraponto ao Conselho que, historicamente, defende o interesse de empresários do transporte urbano, tendo aprovado, mais uma vez, o aumento na passagem para R$ 3,75, valor que voltará a ser debatido na Justiça.

A manifestação contou com a participação de centenas de jovens, sendo a sua maioria estudantes secundaristas de diversos grêmios estudantis, já que a concentração do protesto ocorreu em frente à Escola Júlio de Castilhos. A marcha percorreu o bairro Santana e se deslocou até a sede da EPTC na Av. Ipiranga, local em que era realizada a reunião do COMTU e que já contava com ativistas protestando.

Entoando os gritos característicos do movimento, como "Eu pago, não deveria! Transporte público não é mercadoria!", o Bloco de Luta realizava o seu protesto pacificamente na Avenida Ipiranga, próximo à sede da Zero Hora, quando foi brutalmente atacado pelo Pelotão de Choque da Brigada Militar.

Enquanto acontecia um jogral para decidir sobre a obstrução ou não da Av. Ipiranga, a tropa de Choque nem aguardou a decisão dos manifestantes e chegou agredindo e atirando bombas de gás e de efeito moral contra os jovens, sendo a maior parte formada por menores de idade. Algumas pessoas ficaram feridas devido aos estilhaços das bombas, sendo socorridos pelos próprios manifestantes e procurando atendimento médico posteriormente.

Quando questionado sobre qual teria sido a motivação para tamanha truculência, o sargento da Brigada Militar respondeu que "O motivo é que não houve negociação com a Prefeitura para obstruir o trânsito."

Após toda a truculência e a violação aos corpos de centenas de pessoas, os manifestantes se reuniram em uma assembleia para decidir se continuariam ou não o ato, que foi encerrado em frente à Escola Júlio de Castilhos, local em que tinha saído.

O Bloco de Luta já anunciou publicamente a data da sua próxima manifestação, que será na segunda-feira (7/3), a partir das 17h30min em frente à prefeitura de Porto Alegre.

Imagens: Reprodução/Bloco de Luta pelo Transporte Público no Facebook.


0 visualização
campánha.png