BOCA DE RUA COMPLETA 15 ANOS DE VIDA E HOJE É MAIS QUE UM JORNAL


O Projeto Boca de Rua completou 15 anos de atividades e para comemorar o que parecia impossível os integrantes se reuniram, no dia 12 de novembro, em uma das salas do curso de Filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no Campos do Vale, em Porto Alegre. Além do tradicional “parabéns a você”, com direito a bolo e refrigerante, a equipe do jornal apresentou uma cronologia dos principais fatos da sua vida e de alguns momentos importantes que marcaram sua trajetória e sua existência.

Criado em 2001 pelas jornalistas Rosina Duarte e Clarinha Glock. o jornal vem sendo feito e vendido por pessoas em situação de rua. “Todo processo de construção do Boca de Rua, desde os textos, fotos e ilustrações, é elaborado pelos próprios moradores de rua, durante oficinas semanaio e o dinheiro arrecadado na sua comercialização é revertido integralmente para os cerca de 40 integrantes do grupo, constituindo uma fonte alternativa de renda”, explicou a editora Rosina Duarte. O Boca de Rua é membro da Rede Internacional de Publicações de Rua (International Network of Street Papers – INSP), entidade com sede na Escócia, que reúne jornais e revistas vendidos por populações em situação de risco de 40 países. Dentro da INSP, prima pela originalidade, pois é o único, desta rede, produzido pelos próprios vendedores.

PARABÉNS A VOCÊ, BOLO E VELAS PARA COMEMORAR O ANIVERSÁRIO DE 15 ANOS DO JORNAL BOCA DE RUA.

Criado em 2001 pelas jornalistas Rosina Duarte e Clarinha Glock. o jornal vem sendo feito e vendido por pessoas em situação de rua. “Todo processo de construção do Boca de Rua, desde os textos, fotos e ilustrações, é elaborado pelos próprios moradores de rua, durante oficinas semanaio e o dinheiro arrecadado na sua comercialização é revertido integralmente para os cerca de 40 integrantes do grupo, constituindo uma fonte alternativa de renda”, explicou a editora Rosina Duarte. O Boca de Rua é membro da Rede Internacional de Publicações de Rua (International Network of Street Papers – INSP), entidade com sede na Escócia, que reúne jornais e revistas vendidos por populações em situação de risco de 40 países. Dentro da INSP, prima pela originalidade, pois é o único, desta rede, produzido pelos próprios vendedores.

UM DOS PRINCIPAIS MOMENTOS DO ANIVERSÁRIO FOI A APRESENTAÇÃO

DA HISTÓRIA E DOS FATOS MAIS IMPORTANTES NA TRAJETÓRIA DO BOCA DE RUA.

“O que seria da vida não fossem os sonhos. Todo mundo dizia que era impossível fazer um jornal sem jornalistas e sem recursos. Nós contrariamos a lógica e superamos todas as dificuldades. Hoje o Boca de Rua está completando 15 anos de existência e é muito mais que um jornal feito por moradores de rua”, avaliou Rosina.

ROSINA DUARTE, IDEALIZADORA DO BOCA DE RUA, E O FOTÓGRAFO LUIZ ABREU, RELATARAM

AO PÚBLICO ALGUMAS DAS EXPERIÊNCIAS E DOS DESAFIOS NOS 15 ANOS DE PROJETO.


0 visualização

PAULO TIMM NA VALE DO MAMPITUBA WEB RÁDIO - DAS 8H ÀS 10H

rodapé ed.png