Manuela D’Ávila lidera pesquisa para Prefeitura de POA


Em pesquisa feita pelo Instituto Methodus divulgada nesta segunda-feira (21), aponta a deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) na preferência do eleitorado para a Prefeitura de Porto Alegre nas eleições de 2016.

Nos quatro cenários apresentados aos entrevistados para o primeiro turno, Manuela, que foi a deputada estadual mais votada em 2014, lidera em três a preferência do eleitor, sendo que um quarto cenário foi montado sem a presença da comunista na disputa. No primeiro cenário com um número maior de candidatos, Manuela aparece com 14,7% das intenções de voto, contra 11,8% de Vieira da Cunha (PDT), secretário estadual da Educação; 11,2% de Luciana Genro; 9,8% de Sebastião Melo (PMDB), atual vice-prefeito; 9,2% de Henrique Fontana (PT), 6% de Beto Albuquerque (PSB) e Gugu Steit (PTB). Em outro cenário, com apenas cinco candidatos, Manuela venceria Luciana Genro com 22% das intenções de voto, contra 19,7%. Nas projeções de segundo turno, Manuela também venceria nos dois cenários em que foi colocada com uma boa margem de vantagem. Quando aparece num cenário com Sebastião Melo, Manuela vence com 39,8% das intenções de votos contra 31,1%. Já contra a Lasier Martins (PDT), ela também fica na frente com 36,2% contra 27,9%. “Ficamos muito felizes com a lembrança dos porto-alegrenses, que nos colocam à frente em todos os cenários”, disse Titi Alvares, presidente municipal do PCdoB. “O resultado desta pesquisa representa a vontade das pessoas de mudar Porto Alegre. O PCdoB exerceu um papel importante na última eleição, através da candidatura da Manuela. De lá pra cá, as pessoas saíram às ruas, ocuparam espaços e mostraram-se ainda mais dispostas à participação”, enfatizou a dirigente comunista. Segundo ela, o PCdoB tem propostas de um projeto mudancista para a capital do Rio Grande do Sul, que respeite o direito das pessoas à ocupação dos espaços da cidade e com reposicionamento estratégico para o desenvolvimento. “Manuela, que está de licença-maternidade, é o nome do PCdoB para representar esse projeto. Por isso, estamos conversando com a população, com os movimentos e com os partidos para viabilizar esse novo projeto para Porto Alegre, com participação das pessoas e ocupação da cidade”, acrescentou Titi Alvares. Rejeição A ex-governadora tucana Yeda Crusius (PSDB), que já manifestou a intenção de disputar a vaga na administração municipal, apresentou o maior índice de rejeição na pesquisa. Ela aparece disparada na frente com 18,4%. Luciana Genro está em segundo com 11,2%, seguida por Henrique Fontana com 10,3%.

Do Portal Vermelho, com informações do Metro


6 visualizações

Jornalista Responsável - Alexandre Costa (mtb -7587)