Jornalistas discutem medidas para ajudar quem procura emprego


Diante do drástico enxugamento nas redações brasileiras, o Sindicato dos Jornalistas do RS promoveu uma reunião, na manhã desta quarta-feira, dia 19, com profissionais que buscam colocação no mercado de trabalho. Entre as iniciativas previstas, está a criação de um banco de currículos, com intermediação da entidade junto às empresas que ofertam vagas. Também existe a possibilidade da criação de um fundo de solidariedade, que seja administrado pelo sindicato a partir da contribuição de jornalistas. A ideia é utilizar o financiamento na produção de conteúdo, elaborado por profissionais que estejam sem emprego. A próxima reunião será realizada no dia 26 de agosto, às 10h30, na sede do Sindicato (Rua dos Andradas, 1270/13º andar). Parabéns ao Sindicato e à jornalista Eliane Silveira, uma das idealizadoras do encontro, pela iniciativa. A situação do mercado de trabalho é preocupante. Em todo Brasil, 1.103 jornalistas foram demitidos entre 2012 e agosto de 2015, segundo dados do monitoramento da mão de obra ocupada na imprensa nacional, realizado pelo projeto Volt Data Lab junto a 53 empresas de comunicação em todo o país. Essa é a maior onda de demissões registrada na história recente do jornalismo brasileiro, o que representa uma média de quase 35 profissionais sem emprego a cada mês.


rodapé ed.png