EM PORTO ALEGRE, APOIADORES DA DEMOCRACIA PROMOVEM ARRASTÃO CULTURAL PELA LIBERDADE IMEDIATA DE LUL

Um grupo de intelectuais, artistas, escritores, músicos e lideranças de movimentos sociais promoveram um “arrastão cultural”, no domingo, dia 12 de agosto, na orla do Guaíba, em Porto Alegre. O objetivo da manifestação foi denunciar a perseguição política e a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), além de pedir a liberdade e o direito do ex-presidente Lula de ser candidato nas próximas eleições, em outubro. Uma faixa com os dizeres “Em defesa da democracia. Fascistas não passarão!”, foi colocada a frente do grupo de manifestantes. O arrastão cultural contou com a presença de grupos como o Ziriguidum, um projeto social que organiza oficinas de batucada, e o Ói Nóis Aqui Trave

COLETÂNEA REÚNE MEMÓRIA E IMPRESSÕES SOBRE DILMA ROUSSEFF

O governo de Dilma Rousseff, única mulher eleita presidenta do Brasil, foi alvo do esfacelamento da democracia brasileira. A posse de Dilma representou uma inédita transferência pacífica e democrática de poder. Após oito anos de Lula, o PT elege e reelege sua sucessora para continuar o ciclo de governança para inéditos 16 anos. Nenhum partido jamais havia conseguido apoio tão longínquo do eleitorado. Ao ser deposta através de uma farsa que chamaram de impeachment, Dilma se torna parte da história também por ser alvo de uma manipulação do sistema legal e de parte da opinião pública. Uma narrativa que ainda está sendo decifrada, e que ganha agora um novo livro que também poderá ajudar a entend

rodapé ed.png