SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL APERTA O CERCO CONTRA A DISTRIBUIÇÃO CRIMINOSA DE FAKE NEWS NO BRASIL


Roberto Jefferson, Luciano Hang, Douglas Garcia e Allan dos Santos estão entre as 29 pessoas investigadas no âmbito do inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em cinco estados do Brasil e no Distrito Federal, por supostos crimes cometidos pela distribuição de fake news. De acordo com a Polícia Federal (PF), os mandados são cumpridos na capital federal e no Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina. As diligências foram determinadas pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes, que preside o inquérito, aberto em março do ano passado pelo presidente da corte, Dias Toffoli, com objetivo de apurar notícias falsas e ameaças contra ministros do tribunal. Não é comum a abertura de inquéritos pelo STF, cabendo ao Judiciário esse procedimento, atendendo normalmente pedidos de outros órgãos. O inquérito corre sob sigilo de Justiça e nem a PF e nem o STF se pronunciaram sobre o caso.



rodapé ed.png