ROSANE DE OLIVEIRA PREFERIU VOLTAR NO TEMPO AO ANALISAR A PESQUISA DO IBOPE, LIDERADA POR MANUELA

A jornalista da RBS, Rosane de Oliveira, fez um comentário no seu twitter, nesta segunda-feira (5/10) à noite, que pode ser interpretado de muitas formas e por diversos ângulos. "Em agosto de 2016, a primeira pesquisa Ibope da campanha mostrou Luciana Genro (PSOL) na liderança, com 23% e Raul Pont (PT) com 18%. O segundo turno foi disputado por Nelson Marchezan (PSDB) e Sebastião Melo (MDB), que nessa pesquisa tinham 12% e 10%, respectivamente", escreveu a jornalista no seu comentário "imparcial e isento".

Com tantas análises e informações para serem repassadas aos leitores, Rosane de Oliveira preferiu lembrar da pesquisa de agosto de 2016. Interessante a forma como se dá a construção dos discursos ou a forma como se traduzem os fatos e repassam para os leitores. Ou seja: Rosana de Oliveira quer dizer que é muito cedo para falar em vantagem de Manuela e de Fortunati. A sua isenção e sua imparcialidade são semelhantes aos de um torcedor de futebol.


O comentário pode ter muitos objetivos e o menor deles, com certeza, é informar. Como todos sabem, a RBS é um verdadeiro canhão em termos de notícias e também em relação à formação de opinião, como os próprios comunicadores da empresa não se cansam de repetir. Neste caso, a torcedora esqueceu do jornalismo e foi para a arquibancada. A informação não relevante, que não não cabe na notícia, acaba ganhando espaço quando o objetivo é formar opinião.

rodapé ed.png