RISCO DE LOCKDOWN: PORTO ALEGRE SOMA 216 ÓBITOS POR COVID-19 E A OCUPAÇÃO DAS UTIS É DE QUASE 90%


Porto Alegre está em alerta total em função dos níveis de ocupação das UTIs e do número de mortes por coronavírus. Nas últimas 24 horas, mais 12 pessoas morreram vítimas do covid-19 na capital gaúcha, elevando para 216 o número de óbitos e para mais de 6,5 mil o de infectados. Nesta segunda-feira (20/7), Porto Alegre estava com 281 pessoas internadas em UTIs, em função do vírus, o que corresponde a 83,8% dos leitos de UTI ocupados. A prefeitura fez um apelo à população para que colabore e reduza ao máximo a circulação pela cidade. Não está afastada a adoção do lockdown, como forma de barrar a propagação do covid-19.


A situação nas UTIs dos hospitais do Rio Grande do Sul também preocupa as autoridades médicas, os prefeitos e o governador do estado. A taxa de ocupação de leitos no RS é de 78,0%. Já na Região Metropolitana de Porto Alegre, a taxa é de 84,1% dos leitos de UTI ocupados. Nas últimas 24 horas, foram registrados 358 novos casos de covid-19 no estado, totalizando 47.449 pessoas contaminadas. Desde o início da pandemia, o RS registrou 1.285 mortes, sendo 33 nas últimas 24h.


O primeiro caso de coronavírus no Brasil foi registrado no dia 26 de fevereiro. Três dias depois, no dia 29 de fevereiro, a doença chegou no Rio Grande do Sul, com a primeira ocorrência sendo anotada pela Secretaria Estadual da Saúde, no município de Campo Bom. Já o primeiro caso em Porto Alegre foi confirmado no dia 11 de março e a primeira morte no dia 25 de março. Nesta segunda-feira, os hospitais de Clínicas, Santa Casa e Conceição estão perto da lotação máxima, com percentuais de ocupação de 95,3%, 93,5% e 93,3%, respectivamente. Além deles, os hospitais Moinhos de Vento (90,3%), Divina Providência (91,3%), Cristo Redentor (94,8%), Pronto Socorro (90%) e Independência (90%) também estão chegando ao limite.

rodapé ed.png