BOLSONARO AMEAÇA JORNALISTA QUE PERGUNTOU SOBRE DEPÓSITO DE R$ 89 MIL FEITO POR QUEIROZ À MICHELLE


Durante visita do presidente Jair Bolsonaro à Catedral de Brasília, no início da tarde deste domingo (23/8), um jornalista lhe questionou sobre o motivo de Fabrício Queiroz ter depositado R$ 89 mil na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Além de não responder a pergunta, Bolsonaro ameaçou o jornalista, afirmando que "a vontade que tenho é encher a sua boca de porrada". Não é a primeira vez que Bolsonaro agride verbalmente a imprensa. No entanto, o estilo paz e amor fez com que desse uma trégua aos ataques intempestivos a jornalistas ou adversários.

O descontrole emocional do presidente está ligado a uma reportagem publicada na edição da sexta-feira (7/8) pela revista Crusoé, revelando que o ex-PM Fabrício de Queiroz, que teria comandado o esquema de rachadinhas como assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), depositou pelo menos 21 cheques na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, entre os anos de 2011 e 2018.


A reportagem assinada por Fábio Serapião mostra que o valor total dos depósitos chega a R$ 72 mil, contrariando as informações do presidente, que em dezembro de 2018, antes de tomar posse, afirmou que o depósito de R$ 24 mil de Queiroz nas contas de Michelle seriam relativos a um empréstimo no valor de R$ 40 mil que ele teria concedido ao amigo de décadas. De acordo com a revista, a quebra de sigilo revela que Queiroz recebeu R$ 6,2 milhões em suas contas entre 2007 e 2018. Do total, R$ 1,6 milhão seriam salários recebidos como PM e como assessor na Alerj. Outros R$ 2 milhões teriam vindo de 483 depósitos de servidores do gabinete de Flávio Bolsonaro, o que pode estar ligado ao esquema de rachadinha. Também há outros R$ 900 mil que foram depositados em espécie e sem identificação do autor.


rodapé ed.png