JORNALISTAS PROTESTAM EM FRENTE AO PIRATINI E REPUDIAM AÇÃO DA BM E PRISÃO DO REPÓRTER MATHEUS CHAPA


Jornalistas solidários ao repórter Matheus Chaparini, do Jornal Já, promoveram um protesto em frente ao Palácio Piratini, por volta do meio-dia desta sexta-feira (17/6). Chaparini foi preso pela Brigada Militar (BM) no exercício da sua profissão, juntamente com estudantes que ocuparam o prédio da Secretaria da Fazenda, na quarta-feira (15/6). A manifestação em apoio a Matheus Chaparini e em repúdio à BM, que manteve o jornalista preso por 14 horas, levando-o ao Presídio Central e indiciando-o por quatro crimes, foi organizada por colegas de profissão e teve apoio do Sindicato dos Jornalistas do RS.

Na quinta-feira (16/6) foi realizada uma audiência no Ministério Público do Rio Grande do Sul com o Procurador-Geral de Justiça do Estado, Marcelo Dornelles, para questionar a ação da Brigada Militar e a arbitrariedade das prisões a adolescentes e jornalistas durante a desocupação do prédio da Secretaria Estadual da Fazenda na quarta-feira, dia 15. Além do presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS), Milton Simas, participaram da reunião os deputados estaduais pelo PT Adão Villaverde, Jeferson Fernandes, Luiz Fernando Mainardi, Miriam Marroni e Stela Farias e pelo PSol Pedro Ruas, os deputados federais pelo PT Maria do Rosário e Pepe Vargas e representantes do gabinete de Manuela d’Ávila (PCdoB). Também acompanharam o encontro estudantes que estavam na ocupação, pais e representantes de outros setores da sociedade.


rodapé ed.png